Espírito Santo lança edital de licitação do Transcol da Grande Vitória

Transcol

Ônibus no sistema Trancol que será licitado. Serviços serão divididos em dois lotes e receias das empresas na vigência de contrato de 25 anos deve ser de R$ 13.6 bilhões

Lançado edital do sistema Trancol do Espírito Santo
Licitação ocorre depois de determinação da Justiça Estadual que anulou os contratos em vigor
ADAMO BAZANI – CBN
O Governo do Estado do Espírito Santo lançou o edital para licitação do sistema de transportes coletivos de Vitória e região Metropolitana – Transcol.
A concorrência ocorre depois de um ano de a Justiça Estadual ter anulado os atuais contratos após de denúncias de irregularidades na colocação das empresas que hoje prestam serviços no local.
A licitação deve ter a abertura dos envelopes no dia 24 de abril. A Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória – Ceturb-GV estima que em outubro as novas empresas de ônibus já estejam em operação, caso não ocorram problemas como revisão do edital e ações na justiça.
O contrato vai ser de 25 anos e a receita esperada neste prazo é de R$ 13,6 bilhões.
A contratação pode ser prorrogada por mais 15 anos.
As empresas também devem assumir os transportes nas cidades de Cariacica, Serra e Viana e investirem no BRT Grande Vitória, que vai ligar a capital às cidades da região metropolitana.
Cabe às companhias adequarem a frota e instalarem equipamentos para modernização da operação. Já a construção do corredor exclusivo e de estações cabe ao Governo do Estado.
O TCE suspendeu a licitação para a construção do corredor, mas os ajustes foram feitos e o processo retomando.
A licitação dos transportes divide o sistema em dois lotes.
Lote 1 -Região Litorânea: Vila Velha, Vitória e parte de Serra. A frota deve ser de 812 ônibus que vão prestar serviços em 166 linhas. A receita estimada no prazo de contrato é R$ 6,76 bilhões.
Lote 2- Região Continental: Cariacica, Viana, Vitória e zona oeste da Serra. Operando em 174 linhas com 844 ônibus, as empresas do lote 02 devem lucrar nos 25 anos de concessão R$ 6,88 bilhões.
Podem participar do processo companhias de todo o país isoladas ou em consórcios.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

13 comentários em Espírito Santo lança edital de licitação do Transcol da Grande Vitória

  1. Amigos, boa noite.

    Ao ler este post, achei uma questao interessante para reflexao de todos.

    A questso e:

    De que afianta fazer uma licitacao para operacao pelo vencedor pelo prazo de 25 anos, prorrogaves por msis 15 e que se tudo correr bem soma-se ai 40 anos ( duas decadas ).

    No meu entendimento isso e monopolio legalizado.

    No mundo comtemporaneo entendo ser esse prazo um absurdo, pois depois que e assinado o contrato e nomeado o rei do buzao.

    O maximo tem de ser por 5 anos e pronto.

    Fazendo-se nova licitacao em seguida para permitir que haja espavo psra outroas empresas.

    Com o prazo de 40 anos, deixa comk esta e tudo bem, nao previsa gastar tempo e verba para fazer uma legalizacao de monopolio.

    Gostaria de saber a opiniao dos demais comentaristas com relacao a esta questao.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Já li todo o Edital Paulo. “tudo certo” para as atuais familias que dominam o sistema operacionalmente e politicamente ganharem e continuarem. Os requisitos de julgamento técnico são ridiculos, privilegiam absurdamente as empresas que já operam e conhecem a fundo a operação das linhas. Absurdo!

    Tomara que, pelo menos, outras empresas do País se animem.

    Concordo em relação ao prazo… a Lei fala que 25 anos é para caso de altos investimentos em obras. Ônibus se deprecia em até 12 anos, no caso de articulado. A diferença não pode ser de garagem e sistemas de controle. Não vale isso tudo.

  3. Giancarlo, bom dia.

    Obrigado, qurr dizer que esta “tudo certo”.

    Entendi.

    Abcs,

    Paulo Gil

  4. Os requisitos de julgamento técnicos são ridículos ? Por favor alguém coloque eles neste espaço pois eles estão servindo de base para outras licitações dirigidas e fraudulentas que estão ocorrendo em Recife e Salvador e que já tiveram resultados negativos nas cidades de Florianópolis, Curitiba e Rio de Janeiro que concluíram estes processos licitatorios há algum tempo.
    PQP ! praticamente 40 anos de contrato são “apenas” 4 décadas ! Paulo Gil está certo! Melhor seria um contrato de apenas 5 anos com possibilidade de renovação em mais 5 anos ou não! Mas também o MANDATO de um prefeito e um governador também deveria ser de 5 anos e neste caso SEM possibilidade do titular ser reeleito sendo que ele ou ela apenas indicaria o candidato do partido para a continuidade do “trabalho” pelo cidade ou Estado ! Político trabalha?

    • Marcos Nascimento, boa noite.

      Obrigado pela correcao das 4 decadas.

      Lendo seu comentario, conclui que licitacao e um modelo incompativel para concessao de buzao.

      Ja passou da hora de se criar uma outra forma mas inteligente e exequivel na pratica da aplicacao da operacao.

      Alguem tem alguma ideia ?????

      Vamos pensar.

      Licitacao de buzao e catraca em buzao, sao duas coisas ultrapassadas para o buzao.

      Abcs,

      Paulo Gil

  5. Tomara que troquem todas as empresas do sistema transcol e melhorem também o salário dos rodoviários

  6. vão continuar as mesmas empresas, porém com razões sociais diferentes

  7. Pedro Elias Nascimento // 26 de Abril de 2014 às 12:39 // Responder

    Gostaria de saber quais empresas estão na disputa pela icitação???/

    • Pedro boa tarde
      Essas São as empresas que atuam até hoje no transporte público da grande vitória com ou sem licitação; Metropolitana, Praia Sol, Serramar, Vereda, Santa Paula e Serrana
      Santa Zita, Granvitur, Unimar, Satélite e Nova,

  8. gostaria do resutado atual da licitaçao do sistema transcol

  9. Não mudou e nem vai mudar nada , porque vão continuar as mesmas empresas do mesmo jeito , o que elas fizeram foi se unir formando dois consorcio como se fossem uma cooperativa , sendo assim , uma vez concluída a licitação as operações continuam normal como antes porem só muda forma de dividir os lucros ok.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: