Editorial: Vamos “demitir” empresas de ônibus?

ônibus

Garagem da Itaquera Brasil, companhia cheia e passageiros sem atendimentos. Empresas como esta e tantas outras, como EAOSA, Cidade de Mauá, etc, etc há anos prestam maus serviços e continuam nos sistemas. Depois as autoridades se queixam quando a população suspeita que haja corrupção no setor. Foto: Elaine Freires/Helicóptero CBN.

Transportes: é de suspeitar
Empresas com problemas jurídicos e que prestam maus serviços continuam operando sem nenhuma restrição. Se você não cumprisse seus horários e suas obrigações no seu trabalho, você teria seu emprego garantido?

ADAMO BAZANI – CBN

Esta quarta-feira, em São Paulo, amanheceu com mais caos nos transportes públicos. Digo mais caos, porque a situação caótica em boa parte dos serviços é diária.
Além dos cinco dias de greve da pequena e agonizante Oak Tree, na zona Oeste de São Paulo, mais de 200 mil passageiros que dependem dos maus serviços da Viação Itaquera Brasil, nome novo da Novo Horizonte, do Consórcio Leste, ficaram sem transportes. Somente às 10h30 a empresa começou a liberar os primeiros ônibus para as ruas.
A empresa não depositou Participação dos Lucros, salários e direitos trabalhistas.
A SPTrans acionou a operação PAESE – Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência com 65 ônibus em apenas 5 linhas da Itaquera Brasil/Novo Horizonte. A empresa opera 21 linhas com 288 ônibus. Além de ser insuficiente a operação PAESE, os motoristas e cobradores de ônibus em greve impedira, a circulação dos ônibus colocados de maneira emergencial, fecharam ruas e terminais.
A ficha corrida da Itaquera Brasil, que até janeiro se chamava Novo Horizonte, é grande.
Seus sócios já tiveram os bens bloqueados, o Consórcio da qual ela pertence foi alvo de ação civil pública e a própria gerenciadora dos serviços na Capital, SPTrans, reconhece que é a pior empresa da cidade.
No ABC Paulista, a mesma coisa. A EAOSA, de acordo com a gerenciadora intermunicipal EMTU, é a pior empresa das regiões metropolitanas de todoo Estado de São Paulo. Em Mauá, a Viação Cidade de Mauá é campeã em reclamações e há um abismo de qualidade em comparação com a outra empresa do município, Leblon. O dono da EAOSA e da Cidade de Mauá, Baltazar José de Sousa, está foragido da Polícia Federal (que muito estranhamente nunca consegue prendê-lo, apesar de ele ser de fácil localização), e as empresas estão em processo que pode levá-las à falência.
Itaquera-Brasil, EAOSA, Cidade de Mauá e tantos outros arremedos de empresas de ônibus têm vários pontos em comum: não cumprem horários, os ônibus são mal conservados, os motoristas são mal preparados e são cheias de problemas trabalhistas e judiciais.
Outro ponto em comum? Todas recebem multas e mais multas.
E vem a pergunta. Estas multas resolveram os problemas?
Se resolvessem o caos não estaria aí.
Agora vamos fazer uma comparação simples.
As empresas não cumprem horários todos os dias. Se você não cumprisse o horário no seu trabalho todo o dia, você estaria ainda empregado?
E se você fizesse um mau serviço? Não poderia perder o emprego?
Se você tiver problema jurídico então, nem para uma entrevista seria chamado.
Por que só o cidadão tem de agir corretamente? As empresas podem fazer o que querem?
Em outra série de reportagens especiais, mostramos que as companhias de ônibus com dívidas, impedidas de participar de licitações e de manterem os contratos por lei, simplesmente trocam de nome e seguem com os mesmos ônibus, motoristas , garagens e o mesmo serviço precário.
Um cidadão com dívida e com problemas jurídicos não pode trocar de nome para resolver sua situação. E nem deveria. Dívidas são para ser honradas. Mas as empresas podem.
Um cidadão comum não pode trabalhar mal porque é demitido. E deveria ser demitido mesmo. Mas as empresas podem.
Se comprovadamente as multas não resolvem empresas com situações crônicas de mau atendimento, não seria o caso de elas serem “demitidas”, extirpadas dos sistemas para o cidadão não sofrer mais?
Mecanismos há para isso. Mas eles não são usados.
Serviços ruins, problemas jurídicos, dívidas, reincidências e nada é feito de concreto. Depois as autoridades dos transportes se queixam quando o cidadão suspeita de corrupção no setor.

HADDAD DIZ QUE PODE DESCREDENCIAR AS EMPRESAS:

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse em coletiva no final da manhã desta quarta-feira, que pode descredenciar a Itaquera Brasil/Novo Horizonte e Oak Tree. Para ele, a situação das empresas chegou ao limite.
A paciência do passeiro também.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

18 comentários em Editorial: Vamos “demitir” empresas de ônibus?

  1. Vergonha, a culpa e deste governo omisso, conivente, quais os reais interesse deste governo em manter esta empresa, devem ser os mesmo do governo passado, mudaram as moscas mas a merda e a mesma, desculpem mas não tem sinônimo, Deus que nos acuda!, Haddad acordaaaaaa.

  2. É Adamo , parece que os desprefeitos gostam das empresas vagabundas e que tá nem ai para os passageiros , aqui em Mauá , parece que a prefeitura inventou uma linha e deu de presente para a barão , o Donizete praga não entendeu a população porque é desprovido de inteligencia , o povo não pediu somente a redução , mas transporte de qualidade , Ele aumenta intervalos das linhas da Leblon e diminui os intervalos da outra , porque será ? – Ele devia se explicar para os eleitores dele porque essa perseguição , o pior é que eu tenho que pagar pelo povo que troca voto por mentira , e outras coisas mais , FORA PT E PTRALHADA DOS infernos .

    • Marcos, boa tarde.

      Desculpe, mas uma coisa é certa.

      Desprovido de inteligência, NÃO, muito pelo contrário, é inteligência de sobra.

      Abçs,

      Paulo Gil

  3. SEM PALAVRAS….. ACORDA BRASIL !!!!

    • Marcos Rodrigues, boa noite.

      Vai ser impossível, lembra do hino nacional ?

      DEITADO EM BERÇO ESPLENDIDO.

      ZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

      Att,

      Paulo Gil

  4. Cidadão roubado. // 4 de setembro de 2013 às 16:41 // Responder

    Eu sei umas resposta. Tem corrupicao sim. O Tato sempre foi amiguinho desse pessoal do Leste 4. Maua teve financiamento extra de campanha por parte dos donosssss de empresassss velhos do abc. emtu: os fiscais aprovam até xarrete em troca dos envelopinho do Baltasar. ta tudo muito na cara, é só coisa podre.

  5. Parabens pela reportagem, realmente acho que esta na hora das empresas podres serem “demitidas”. Ha muita podridao nesse reino da area 4, desde de a epoca da Marta. Todos ali devem ter o rabo presto. Temos que cobrar mais seriedade desses politicos, a populção nao pode ficar a merce desses bandidos !

  6. Jayme Pereira da Silva // 4 de setembro de 2013 às 18:24 // Responder

    *Ser que s depois das denncias, a SPTRANS toma as providncias na punio das empresas de nibus?*

    *Como fica o Departamento de Fiscalizao da SPTRANS com relao s punies das empresas de nibus que no atende as exigncias contratuais com a Prefeitura?*

    *O descredenciamento das empresas de nibus ser imediatamente e apuradas as irregularidades ou apenas esquecendo os prejuzos causados para a populao?*

    *J fiz vrias sugestes para melhorar as condies de operao dos nibus em So Paulo.*

    *Jayme Pereira da Silva*

    *So Paulo, 04/setembro/2013 *

    • Jayme Pereira da Silva, boa noite.

      Esquece, ninguém vai fazer nada.

      A única providência que alguém pode tomar é no boteco da esquina.

      Sabe qual é ?

      É a cachaça chamada Providência.

      Vâmo toma uma Providência!

      Seu Manuel; da uma Providência ai pra nóis.

      BrasiLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

      Att,

      Paulo Gil

  7. CADE O GRUPO DO TARIFA ZERO, OLHA O QUE ELES NOS DEIXARAM TRANSPORTE ZERO, MOSTREM AGORA A SUA CARA, OU VÃO SAIR EM REVISTA COMO CHE, NA VERDADE VOCES NÃO PASSAM DE UM BANDO DE RECRUTAS ZERO ISSO SIM..

  8. Adamo, faço minha suas palavras. Pois só quem faz uso das linhas de ônibus operadas pela Itaquera Brasil é que sabe a saga do dia a dia. Na última segunda-feira cheguei no terminal PQ. D. Pedro II as 18:10 horas no ponto da linha 3407/10 Inacio Monteiro, tinha um carro saindo cheio e duas filas prontas para os próximos carros. Entrei na segunda fila para ir sentado é claro. Resultado o ônibus que eu fui, chegou as 19:15 horas e saiu as 19:30. Pode isso. É um absurdo essa empresa. Espero que seja descredenciada o quanto antes.
    Bela reportagem.
    Abraço

  9. Amigos, boa noite

    PREVISÍVELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

    O descredenciamento é o presente que eles estão esperando.

    É a pá de cal em cima de tudo, a qual cairá como uma luva e a “fiscalizadora” assume o passivo e PIZZA! (+ uma).

    Não são as empresas que devem ser demitidas e sim os que se dizem gestores públicos de transporte.

    A solução é simples e CONSTITUCIONAL; AÇÃO POPULAR. :

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/A%C3%A7%C3%A3o_popular

    Em 04.09.13 as 18:09 hs.

    Ação popular é o meio processual a que tem direito qualquer cidadão que deseje questionar judicialmente a validade de atos que considera lesivos ao patrimônio público, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural.

    TÍTULO II
    Dos Direitos e Garantias Fundamentais
    CAPÍTULO I
    DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

    Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

    LXXIII – qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência;

    Fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm

    Em 04.09.13 as 18:13 hs

    Fica ai a dica.

    Att,

    Paulo Gil

  10. Amigos, boa noite.

    Elaine Freires, linda foto, PARABÉNS!

    Saiu até o carro socorro.

    Parece aquela brincadeira de dominó, dá vontade de dar um piparote e ver todos os Buzões caindo um sobre o outro, afinal é tudo tranqueira mesmo, será um alívio.

    Att,

    Paulo Gil

  11. MARCOS NASCIMENTO // 4 de setembro de 2013 às 21:27 // Responder

    O mais triste é que existindo proteção de parte da SPTrans para com a Viação Itaquera Brasil (antiga Novo Horizonte) o que pode ocorrer é que na “licitação” a partir de julho de 2014 ela retorne com novo nome e OPERANDO EM OUTRA ÁREA (mesmo porquê as atuais 8 áreas serão transformadas em 12 áreas – ou seja 4 das 8 áreas atuais serão divididas!) O mesmo infelizmente NÃO ocorrerá no sistema estrutural servido pelas empresas ou pelos consórcios, esse mesmo sistema será ENXUGADO das 8 áreas passarão a ser apenas 3 e com o “simpático”nome de SPE, sociedades de propósito específico. Certamente existirão 12 cores diferentes para as cooperativas e apenas 3 cores diferentes (ao invés das 8 atuais) para as SPEs. É certo que esse não será um modelo justo pois aumenta e muito o poder nas cooperativas (que irão ganhar mais linhas, não duvidem disso!)
    Conheço a área 4 há anos e ela sempre teve problemas mas de uns anos prá cá ela sempre foi a pior de todas as 8 áreas e JUSTAMENTE na área onde serão realizados os jogos iniciais da Copa do Mundo.
    Será que a prefeitura decretará feriado municipal e apenas criará uma linha especial de atendimento durante os jogos e só isso? Se for isso mesmo, então porquê as outras 11 cidades sede da Copa estão gastando mundos e fundos com mobilidade urbana ? Não bastariam também decretarem feriados municipais e fazerem as improvisações que estão sendo planejadas pela prefeitura da maior cidade da América Latina?

    • Marcos, boa noite.

      Vou mandar mais uma previsíveLLLLLLLLLL.

      As SPE´s NÃO darão certo, serão inadiministráveis, como diria o ex Ministro Magri.

      Pode anotar ai.

      Se persistirem nesta idiotisse de SPE só por orgulho, vão quebrar a cara de novo.

      Vão não, digo, NÓS OS PASSAGEIROS é que vamos quebrar a cara mais uma vez.

      Anote ai, mais uma PREVISÍVELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

      Att,

      Paulo Gil

    • Sobre a Copa, parece haver a convicção de que os trilhos resolverão tudo… A conferir.

  12. Caro,Amigos:
    Nossa produção de ônibus urbanos e treinadores,
    avançada do tecnologia primeira classe em China,
    temos motor híbrido diesel e elétricas
    (muito econômico) por 100 quilômetros, sua empresa podemos economizar 30% do diesel
    Se você está interessado em nossos produtos, por favor contacte-me,
    Você pode acessar o nosso site para ver a descrição do produto
    http://www.jac-bus.com.pt/
    obrigado
    luis-liu
    Representante-chefe

    SINOWAY INDUSTRIAL CO,LTD CHINA
    Simo international holdings co,limited HONG KONG
    Email:  luis@sinoway-sh.com luis@simo.cn
    luis.sinoway@gmail.com
    Cel:011-987772560 (em sao paulo)
    Tel/fax:011-31513840
    http://sinoway-sh.en.made-in-china.com/ ([Click for details])
    http://www.swamp-buggy.com
    http://www.sinoway-sh.com

  13. seria um absurdo o prefeito de maua donizete retirar a leblon ta na cara q ele nao tem carate com o povo de maua e a unica q fuciona por q q ele nao tira o lixo do baltazar de maua traidor do pova de maua predi meu voto ladrao q apoia ladao e ladao tambem tem q ta preso com o baltazar e o filho dele donizete pede pra sair traidor do povo de maua

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: