Problemas da Oak Tree vão além de salários, diz sindicato

ônibus

Garagem da Oak Tree que não operou na manhã desta terça-feira. Foto: Joyce Ribeiro.

Problemas da Oak Tree vão muito além dos salários
Funcionários se queixam de não pagamento de férias e de FGTS
ADAMO BAZANI – CBN
JOYCE RIBEIRO – CBN
A situação frágil da empresa de ônibus Oak Tree, que atende a zona Oeste de São Paulo, voltou à tona nesta terça-feira, dia 21 de maio.
Motoristas e cobradores da empresa, cuja unidade possui 9 linhas e 87 veículos, fizeram uma paralisação na manhã de hoje.
Nenhum ônibus foi colocado em circulação, o que obrigou a SPTrans, empresa gestora do sistema de São Paulo, a acionar a operação PAESE – Plano de Atendimento a Empresas em Situação de Emergência, com 45 ônibus em oito linhas.
De acordo com o sindicato que representa os motoristas e cobradores, a situação vai além dos atrasos nos pagamentos de salários.
Os trabalhadores se queixam que alguns profissionais não têm o depósito do FGTS realizado há cerca de dois anos e alguns têm férias atrasadas há três anos.
A companhia é da família Gatti, tradicional no setor de transportes, mas com porte pequeno frente a grupos como de Belarmino de Ascenção Marta e José Ruas Vaz, que juntos controlam mais de 50% do sistema de 15 mil ônibus da Capital Paulista.
Hoje a Oak Tree se encontra em nome de Emma Gatti Weigand, Luís Arthur Gatti Weigand e Maria Lúcia Gatti Weigand.
Fontes ligadas à empresa, dizem que a companhia quer regularizar a situação.
Os responsáveis pela Oak Tree vão se reunir com técnicos da Secretaria Municipal de Transportes para resolver o impasse.
A empresa tem cerca de 500 funcionários, dos quais aproximadamente 400 são da área operacional, entre motoristas e cobradores.
Adamo Bazani e Joyce Ribeiro – Rádio CBN

9 comentários em Problemas da Oak Tree vão além de salários, diz sindicato

  1. sobre a Oak Tree vale um pouco da sua história, essa empresa é na verdade o novo nome de uma antiga e conhecida empresa a Viação Santa Madalena, pois segundo informações na época da implantação do Interligado não poderia concorrer na licitação com o mesmo nome dai o novo nome Oak Tree (Carvalho em Inglês). A empresa é bem tradicional na região oeste da cidade, em 1978 com a implantação dos consórcios sai-blusa ela formou consórcio com a Viação Castro e atuavam juntas no lote 19XXX, na mesma época juntamente com a E.O Vila Ipojuca foi adquirida pela Viação Gato Preto e teve um aumento da frota e linhas, pois até 1978 a empresa atuava na região do Rio Pequeno, Vila Dalva, Jardim D`Abril e Jardim Adalgisa, João XXIII na divisa com Osasco, sua frota era bem heterogênea haviam Jaraguás,Belas Vistas, Gabrielas e monoblocos. Com sua aquisição pela Gato Preto ela também passou receber ônibus das fortas do grupo, lembro-me perfeitamente dos GabrielasII/FIAT que pertenceram a Transcolapa e foram transferidos para ela para fazer a linha 748R-Jd. João XXIII/Lapa ( atual João XXIII/Terminal Barra Funda operada pela Transpass) . Com o passar dos anos e decorrentes ás mudanças ocorridas ela deixou de operar algumas de suas linhas mais históricas por exemplo 6228Rio Pequeno (Vila Dalva)/Anhangabaú e Jd D´Abril Lapa e Terminal Bandeira. A empresa deixou de operar muitas das suas linhas iniciais e passou ser um apêndice da Gato Preto nas linhas de bairros nos quais não operava ( aliás a Gato Preto só passou operar linhas de bairros mais afastados nas zonas norte e sudoeste após 2003/2004, era conhecida como a empresa que só operava os bairros da região da Lapa). Com o passar do tempo tinha-se a nítida impressão que o grupo Gatti não se importava com a empresa era tida como a filial pobre do grupo, outros diziam que por causa de uma briga em família a empresa fora deixada de lado. Essa crise da empresa vem se arrastando já algum tempo pois ela perdeu uma das suas principais linhas a 875C Lapa/Metrô Santa Cruz para a Transpass exatamente por ter condições de opera-la devido ao confisco de frota que ela teve por volta de 2007/2008 se não me engano. E agora mais uma vez estamos assistindo outro capítulo, sinto que essa empresa nos deixará em breve. Espero ter contribuído, forte abraço

    • Roberto, boa noite

      Agora você foi fundo, êta saudades que me deu.

      Transcolapa, noooooooooooooooossa aquele amarelo tenho até hoje na mente.

      Lembra quando renovaram a frota inteirinha da E.A.O HAMBURGUEZA, tudinho
      Monobloco O 352-HL.

      Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

      Lembra do verdadeiro Buzão da Viação Santa Madalena, com interior e fórmica na cor
      azul céu ?

      E quando chegaram os Monoblocos O 362.

      Você tem fotos ou vídeos dessas preciosidades ?

      Por favor, se tiver manda pra mim.

      Certa vez eu li num para choque de caminhão que relembrar o passado é sofrer duas vezes,
      mais no caso do Grupo Gatti (do tempo do Sr. Luiz Gatti)…

      Relembrar o passado é viver duas vezes na mesma vida e andando no mesmo Buzão.

      Se tiver uma foto colorida de um Super B OH 321, por favor manda pra mim.

      Forte abraço e continue na manha do GATO, digo no trecho do GATO.

      Miauuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

      Att,

      Paulo Gil

      • Roberto SP // 23 de maio de 2013 às 12:57 //

        Paulo inelizmente eu não tenho, inclusive também ando pesquisando para publicar no meu blog que acabo de colocar no ar, o endereço é rcbsologo.blogspot.com.br , nele publico algumas coisas também, mas muito do que escreveo vem da minha memória pois também vivi intensamente, sim lembro das órmicas azuis dos busões da Santa Madalena e lembroo também do monobloco O-362 (XX099) dirigido pelo motorista Nelson ele era bem alto e magro e muito bacana. Forte abraço

  2. guido alvarenga // 21 de maio de 2013 às 19:17 // Responder

    Na verdade a única relação existente entre a Oak Tree e a Gato Preto nos dias de hoje é puramente familiar (os donos são primos) a Santa Madalena já havia se desligado do controle da Gato nos anos 1990, os mesmos sócios juntamente com o Herminio Gatti também são donos da Viação Itaipú e da Gatti & Weigand Transportes, nome “limpo” usado para integrar o Consórcio Sorriso em Foz do Iguaçú.

  3. Eu gostava quando as empresas eram separadas , depois que fizeram as mudanças ( a prefeitura ) acabou com a qualidade do transporte na capital , que saudade da CMTC .

  4. Amigos, boa noite.

    Nessa história tem é GATO; pois tem até Neobus e Mascarello rebaixado, novos rodando.

    O porte pode ser pequeno, mas só atuam no Filet da Lapa e região e há mais de 50 anos.

    Só na manha do GATO.

    Quando o ratinho bobear…

    Miauuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

    Já era, a área 8 será dominada.

    Tomara, será um presente.

    Mas; o capricho do Sr. Luiz Gatti, Super B – OH 321, creme e laranja, rodas bicolor, catraca Capelinha cromada, bancos azuis com molas, assoalho brilhando puxado no óleo diesel, plaquinha de patrimônio do Grupo Gatti De Nigris, o logotipo do gato interno, logotipo GT externo, aquela letra inesquecível com o endereçamento e o charme do nome feminino de cada Buzão pintado na frente de cada lateral…

    Nunca mais, só na minha memória e neste filme no décimo segundo de filme.

    http://www.youtube.com/watch?v=qVbBWZJTEOA

    OBS.: Por favor quem tiver mais fotos ou vídeos sobre o Super B OH 321 da Gato Preto, ou dos O 352 e O 362, por favor nos enviem

    Ms essa lembrança é muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito boa.

    Att,

    Paulo Gil

  5. a situaçao da empresa acho que todo mundo sabe e ta pior o vr em duas vezes e o pagamento so deus sabe funcionario com 3 ou 4 e5 ferias vencidas isso hoje na realidade da empresa e o fgts se estende a mais de 9 anos atrasados os carros novos no caso os volvos prestaçoes atrasadas cometario e que dos 20 volvos dez vao embora
    hoje 7do 8 de 2013 ate 10:00hs nada na conta
    adamo porfavor da uma força valeu

  6. GILMAR CARVALHO // 4 de junho de 2015 às 18:16 // Responder

    EU TRABALHEI EM QUASE TODAS AS EMPRESAS DO GRUPO GATTI DE 1969 / 1970
    NO ALMOXARIFADO FOI LA QUE CONHECI TODAS A PEÇAS MERCES BENS E AINDA CONHECI O PAI O SR. LUIZ GATTI E O FILHO ERMINIO, CARLOS WEIGANDI E RICARDO NO
    QUAL EU ABASTECIA SEUS CARROS MERCEDES HERMINIO, MUSTANG DO CARLOS
    E OS CORCEIS DAS ESPÕSAS FORA A FROTA DE GALAXS DA EMPRESA GATTI TURISMO NA VILA IPOJUCA. TINHA 14 ANOS.TRABALHEI NA URUBUPUNGÁ ,TRANSCOLAPA, GATO PRETO ANASTÁCIO GATTI TURISMO E HAMBURGUESA.
    GILMAR.SAUDADES

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: