Tarifa do transporte público em Nova Lima (MG) passa a ser de R$ 2 a partir deste domingo (7)

Foto: Moisés Magno/Ônibus Brasil

A medida é fruto de um subsídio da prefeitura para o setor, eliminando os quatro diferentes valores que eram praticados

WILLIAN MOREIRA

A partir deste domingo, 7 de agosto de 2022, a população da cidade mineira de Nova Lima, passará a pagar mas barato para utilizar o transporte coletivo municipal, que agora será de R$ 2,00

O reajuste para baixo beneficiará toda a cidade, uma vez que elimina as tarifas atualmente praticadas, que variam entre R$ 4,35 até R$ 5,85, numa faixa que abrange quatro tarifas diferentes.

Para unificar o valor e reduzir o preço da passagem, a prefeitura concederá um subsídio à Via Ouro, prestadora do serviço local, para cobrir a diferença tarifária.

Assim, o valor de R$ 2,00 será válido para todas as linhas, tarifa única que valerá inclusive para os itinerários mais longos que atendem Vila da Serra (na Região Norte, no limite com Belo Horizonte), Jardim Canadá, Água Limpa e Alphaville, todos na Região Noroeste de Nova Lima.

Segundo a prefeitura, a diminuição no preço da passagem será revertido em uma maior integração das regiões da cidade, gerando mais empregos e atraindo novos negócios locais.

De acordo com os estudos da administração pública do município, segundo parâmetros aplicados nas planilhas oficiais da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) o valor atual do transporte alcança R$ 7,19. Isso corresponde aos custos da operação, cálculo de indica o valor necessário para que o serviço seja financeiramente autossustentável.

Com o subsídio a prefeitura complementa a diferença do valor e evita um novo reajuste no preço do embarque.

A mudança que será aplicada a partir deste domingo (7) não se aplica às linhas do transporte intermunicipal.

A frota do transporte público de Nova Lima (MG) é composta por 50 veículos, sendo 22 ônibus básicos, 15 midioônibus e 13 miniônibus.

Willian Moreira para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta