Volvo vende 205 chassis de ônibus para o sistema da capital paulista no primeiro semestre de 2022

Segundo montadora, volume representa cerca de 70% dos modelos padron adquiridos pelas empresas

ADAMO BAZANI

A Volvo informou na manhã desta segunda-feira, 1º de agosto de 2022, que vendeu no primeiro semestre, 205 chassis de ônibus para o sistema da capital paulista.

Segundo a montadora, volume representa cerca de 70% dos modelos padron adquiridos pelas empresas.

O número é sete vezes superior à participação histórica da Volvo nas entregas para a cidade.

“Esse volume de vendas é um reconhecimento à qualidade do produto e dos serviços que oferecemos. É um número grande, muito significativo, porque o mercado de São Paulo é extremamente competitivo”, afirma, em nota, o diretor comercial da Volvo Buses no Brasil Paulo Arabian.

Os veículos terão assistência da concessionária Auto Sueco São Paulo.

A empresa ainda informou que todos estes 205 ônibus são do modelo Volvo B250RLE, um chassi versátil

“No caso específico da operação em São Paulo, a economia de combustível com o chassi Volvo é 8% superior ao de modelos similares de outras marcas. O diesel é o principal custo operacional e ganha relevância ainda mais estratégica num momento de disparada do preço do combustível”, acrescentou na mesma nota, o gerente regional de vendas da Volvo, Humberto Costa.

Segundo Paulo Arabian, outro ponto de ênfase é o pós-venda, com atendimento personalizado para esta frota.

“Vamos muito além de orientações de como conduzir o veículo. Por meio do programa Volvo Equipe Dedicada, entregamos um serviço que passa por todas as necessidades do nosso cliente. É um modelo sistemático e organizado que estuda a operação em tempo integral, envolve todas as áreas do negócio e oferece soluções que melhoram o desempenho de toda a operação”, afirma.

Os chassis foram financiados pelo Banco Volvo (Volvo Financial Services)

São Paulo tem a maior rede de transporte urbano por ônibus da América Latina. Segundo o SPUrbanuss, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo, cerca de 13,5 mil ônibus, 6,5 mil deles de grande porte, transportam mais de 6,4 milhões de passageiros em dias úteis divididos em três sistemas que se autoalimentam. O primeiro é o estrutural, com corredores que cortam a cidade em todas as direções. O segundo é denominado articulação, que faz a ligação entre as 14 regiões que compõem a rede. O terceiro sistema é o de distribuição de passageiros nos bairros, onde operam ônibus de menor porte. A Volvo só participa dos dois primeiros sistemas, alimentados principalmente por ônibus padron. São Paulo tem 3.934 veículos desse tipo, segundo o SPUrbanuss. “Os 205 chassis que a Volvo vendeu representam cerca de 70% do volume renovado nesses segmentos no primeiro semestre”, afirma Humberto Costa.

Na mesma nota, a Volvo traz alguns detalhes do modelo B250RLE:

–  piso baixo

– sistema de suspensão pneumática controlado eletronicamente

– motor eletrônico de 8 litros, 250cv de potência e 950Nm de torque.

– sistema de freios a disco e EBS5,

– pacote completo de conectividade via Volvo Connect, sistema de gestão de frotas Volvo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. José disse:

    Ué para onde foi esses chassis Volvo que ninguém viu nenhuma empresa.

  2. Nicolas Sena disse:

    Pelo jeito a Volvo vai deixar de fabricar ônibus a diesel mesmo, faltando poucos dias para a Latbus a Viação vai lá e compra 205 chassis Volvo.
    Vou sentir saudades do B340M.

Deixe uma resposta