ANTT suspende todas as linhas da Kaissara (Itapemirim) e da Paratins

Agência autorizou as empresas Real Expresso e Consorcio Federal a implantar seções em linhas

ALEXANDRE PELEGI/ADAMO BAZANI

O Superintendente de Fiscalização de Serviços de Transporte Rodoviário de Cargas e Passageiros da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Felipe Ricardo da Costa Freitas, determinou medida cautelar suspendendo todas as linhas da Viação Caiçara/Kaissara Ltda do Grupo Itapemirim, em Recuperação Judicial, “até a decisão de mérito do Processo Administrativo Ordinário ou até que seja cadastrada frota compatível com as linhas a serem reativadas”.

A decisão está expressa na Portaria Sufis nº 59 publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 28 de julho de 2022.

A Kaissara operava linhas de alta demanda e consideradas nobres no mercado, como a rota Rio de Janeiro a São Paulo, e São Paulo a Curitiba.

Além da Kaissara, a Superintendência de Fiscalização da ANTT editou a Portaria Sufis nº 61, aplicando medida cautelar de suspensão de todas as linhas da Paratins Transporte e Turismo Ltda.

Nos dois casos, da Kaissara e da Paratins, a Portaria permite que as transportadoras realizem viagens já vendidas por até 30 dias após a publicação, mas estabelece umaa penalidade de multa para o caso de descumprimento.

GRUPO ITAPEMIRIM: Em entrevista exclusiva ao Diário do Transporte no último dia 07 de julho, o atual gestor do Grupo, que já foi um dos maiores conglomerados rodoviários do País, Eduardo Abrahão, da Transconsult, afirmou que já estão sendo elaborados planos para que a retomada seja total, mesmo que de forma gradativa, de todas as linhas suspensas da Itapemirim. Ele deu o prazo de 45 dias, o que expirar em 22 de agosto.

A Viação Kaissara, que ainda tinha autorização de operar, mas teve vários serviços e horários suspensos por falta de capacidade de atendimento, também faz parte dessa reativação, segundo Abrahão. O gestor disse ainda que já teve diversos encontros com a ANTT para apresentar as estratégias de retorno à operação. Relembre: EXCLUSIVO: Linhas da Itapemirim que foram suspensas pela ANTT devem ser retomadas em até 45 dias, diz novo gestor

Veja o print das Portarias SUFIS no final do texto.

PIOR MOMENTO DA HISTÓRIA:

O Grupo Itapemirim, que já foi o maior operador rodoviário da América Latina, vive o pior momento de sua história, que teve início em 1946 com o empresário Camilo Cola.

A Justiça analisa um pedido de falência feito pela administradora da recuperação judicial EXM Partners que, em relatório enviado ao Tribunal de Justiça de São Paulo, diz que não há mais condições da Viação Itapemirim e da Viação Caiçara (Kaissara) se reerguerem.

O Grupo Itapemirim está em recuperação judicial desde março de 2016 e o processo é marcado por polêmicas de entradas e saídas de sócios, como Camila de Sousa Valdiva, e denúncias contra o proprietário Sidnei Piva de Jesus de fraude e desvios de dinheiro, inclusive para fundar a ITA (Itapemirim Transportes Aéreos), empresa que deixou milhares de passageiros na mão ao parar de voar repentinamente em 17 de dezembro de 2021.

Piva está afastado da gestão das empresas do grupo por ordem judicial.

As dívidas do Grupo Itapemirim ultrapassam R$ 2,2 bilhões, contando débitos tributários, com trabalhadores, fornecedores e bancos.

Duas empresas ao menos mostraram interesse em assumir as linhas da Itapemirim e Kaissara, que são a Suzantur (de ônibus urbanos do ABC) e Viação Garcia (empresa do setor rodoviário).

A Ricco Transportes, empresa urbana e rodoviária, mostrou interesse nas linhas apenas da Kaissara, quando estavam ainda autorizadas de operar.

 

OUTRAS EMPRESAS E OUTRAS DECISÕES:

Já a Superintendente de Serviços de Transporte Rodoviário de Passageiros da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Marina Soares Almeida, publicou três decisões atendendo a pedidos das empresas Rela Expresso e Consórcio Federal para modificar a prestação do serviço com a implantação de seções em linhas das referidas empresas.

Veja a seguir:

Decisão Supas nº 682: Deferir o pedido do Consórcio Federal de Transportes para modificar a prestação do serviço com a implantação das seções indicadas, na linha GOIÂNIA (GO) – SALVADOR (BA), prefixo 12-0146-00:

I – de GOIÂNIA (GO) e ANÁPOLIS (GO) para BRASÍLIA (DF); e

II – de ANÁPOLIS (GO), BRASÍLIA (DF) e ALVORADA DO NORTE (GO) para CRISTÓPOLIS (BA).

 

Decisão Supas nº 683: Deferir o pedido da Real Expresso Ltda para modificar a prestação do serviço com a implantação das seções de ANÁPOLIS (GO), GOIÂNIA (GO) e ITUMBIARA (GO) para UBERLÂNDIA (MG), na linha ANÁPOLIS (GO) – BELO HORIZONTE (MG), prefixo 12-0190-00.

 

Decisão Supas nº 685: Deferir o pedido da Real Expresso Ltda para modificar a prestação do serviço com a implantação das seções de GOIÂNIA (GO) e ITUMBIARA (GO) para UBERLÂNDIA (MG), na linha GOIÂNIA (GO) – BELO HORIZONTE (MG), prefixo 12-0648-60.


D.O.U. 28/07/2022

D.O.U. – 28/07/2022

Adamo Bazani e Alexandre Pelegi, jornalistas especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Hudson F. C. Simões disse:

    Suspende e não coloca outra empresa no lugar,as pessoas que precisam viajar tem que ficar fazendo baldeações e demorando a chegar ao destino.

  2. Silva disse:

    Interessante é que a transconsult veio e nem o certificado digital conseguiu manter assim ficando sem venda já a uma semana a ANTT jogou apenas uma pá de cal, teve vendas até consideráveis e não pagaram nada dos funcionários que continuam na mesma situação passando fome e com um agravante agora sendo humilhados pela gestão nova isso se ainda é possível ser mais humilhado do que já estaavamos,trabalhei por alguns anos e estou cada vez mas convicta que essa consultoria veio para afundar o restante da empresa, ela vem recebendo altos valores e os funcionários sem nem mesmo os vale transporte recebe e ainda são humilhados pela Luciana Carminatti que é a gestora administrativa, essa mulher faz terrorismo emocional com todos e estamos cada vez mais doentes, só uma pergunta cadê o dinheiro que arrecadou nesses últimos dias pois teve arrecadação até que considerável,sai da empresa expulsa praticamente sem o mínimo de dignidade, peço a Deus que nos der saúde para seguir em frente e esquecer esses abutres.

  3. Diego disse:

    Eita e agora ? Como que fica a administradora judicial irá administrar o que ? Sem dinheiro fica difícil eles ficarem vão dar um jeito de pular fora alegando algo inventado por eles pois não há mais dinheiro, só fico com pena dos funcionários que são a maior vítima dessa corja toda, meu Deus onde vai parar isso?

  4. antonio disse:

    Difícil essa situação minha, percepção e que são todos cúmplices , as únicas vítimas são os funcionários que vem sofrendo dia a dia, triste situação.

  5. João Machado Braga disse:

    Suspende as empresas e não colocam outra no lugar. E nós os passageiros como ficamos. Mr fácil pra vcs né. Não dependem de ônibus

  6. CLAUDIA MARIA PEREIRA DE SOUSA disse:

    Bom dia..vcs também tem que olhada na Gontijo também ..tem ônibus que tá um lixooo

Deixe uma resposta