Salineira ganha licitação de aluguel de ônibus para o transporte público em São Pedro da Aldeia (RJ)

Empresa reclamou, parou de operar, voltou, reclamou de novo, mas vai permanecer com os ônibus na cidade

ADAMO BAZANI

A novela entre a prefeitura de São Pedro da Aldeia (RJ) e o Grupo Salineira, que opera na cidade pela Viação São Pedro, teve mais um capítulo estilo de novela mexicana.

O grupo empresarial reclamou, parou de operar, voltou, reclamou de novo, mas vai ficar porque ganhou a licitação de aluguel para ônibus dos transportes coletivos municipais.

Segundo a prefeitura, a Auto Viação Salineira LTDA cumpriu todas as especificações da concorrência e ofereceu menor preço por quilômetro rodado.

Agora, o transporte público passa a ser gerido pela Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública com os ônibus alugados da empresa.

Foi aberto um prazo de cinco dias para eventuais recursos contra o resultado.

A prefeitura diz que fará a cobrança da passagem.

A arrecadação será destinada para os cofres públicos.

O poder público promete que serão mantidas as linhas já existentes no município e o gerenciamento dos itinerários também será feito pela Secretaria de Segurança e Ordem Pública, por meio da Diretoria de Transportes.

Os ônibus devem seguir as especificações descritas no Termo de Referência.

O processo de licitação teve início no dia 08 de julho e foi prorrogado devido à necessidade de uma planilha aberta de custos.

Confira as linhas que serão disponibilizadas:

  • Baleia X Base (501 – Sudoeste X Boa Vista)
  • São Pedro X Alecrim
  • São Pedro X Retiro
  • São Pedro X Bairro São João
  • São Pedro X Balneário das Conchas
  • São Pedro X Jardim Primavera
  • São Pedro X Botafogo
  • São Pedro X Sapiatiba Mirim II
  • São Pedro X Farmácia Velha*
  • São Pedro X Rua do Fogo

A linha São Pedro X Farmácia Velha irá atender também aos moradores da Sergeira e Três Vendas.

ENTRE TAPAS E BEIJOS?:

O Grupo Salineira há muito tempo tem reclamado por operar em São Pedro da Aldeia, mas nunca deixou a cidade, apesar de ameaças e de uma contratação frustrada de uma empresa chamada V7Bus que, no fundo, ninguém sabia o que era de verdade.

Após muitas ameaças, a São Pedro (empresa do Grupo) parou de operar quando o poder público contratou uma empresa chamada V7BUS.

Mas a companhia nova não tinha ônibus e condições de prestar serviços.

Então, a prefeitura em 09 de maio de 2022 fez um novo contrato emergencial, com a Viação São Pedro (Salineira), para manter o serviço.

Uma das promessas foi o pagamento de subsídios.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/05/09/grupo-salineira-volta-a-operar-em-sao-pedro-da-aldeia-nesta-terca-10-e-v7bus-vai-ser-declarada-inidonea-para-nao-participar-de-outras-licitacoes/

Segundo a prefeitura, a ordem deve ser cumprida sob pena de pagamento de multa de R$ 25 mil por dia de descumprimento.

“Em vista da decisão judicial, a Prefeitura reafirma que está buscando a melhor forma de resolver o problema do transporte público o mais rapidamente possível e dentro da legalidade” – diz nota do poder público.

O edital do aluguel de 13 ônibus prevê as seguintes especificações dos veículos:

  1. a) capacidade de 53 (cinquenta e três) a 83 (oitenta e três) passageiros sentados e em pé;
  2. b) 11 (onze) veículos com ar condicionado e 02 (dois) sem ar condicionado;
  3. c) mínimo de 02 (duas) portas, sendo uma de acessibilidade a PPD por elevador automático;
  4. d) roleta tipo catraca, com contagem de entrada de passageiros;
  5. e) tacógrafo com disco de 01 (um) dia;
  6. f) câmeras de monitoramento;
  7. g) preparação para validadores para sistema de bilhetagem eletrônica;
  8. h) pintura ou adesivagem no padrão a ser determinado pela Administração Pública;
  9. i) ano de fabricação e modelo no mínimo 2017/2018
  10. j) sistema de georreferenciamento.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta