Justiça determina penhora de Audi, Porsche e Mercedes-Benz de Sidnei Piva de Jesus, da Itapemirim

Foto apenas ilustrativa. É o modelo, mas não o veículo em questão

Dívidas somam em torno de R$ 1,2 milhão e se referem a processo envolvendo a T Trans

ADAMO BAZANI

O juiz Fabio de Souza Pimenta, da 32ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou a penhora de três carros de luxo pertencentes ao empresário Sidnei Piva de Jesus, afastado por ordem judicial do controle do Grupo Itapemirim de ônibus e da ITA (Itapemirim Transportes Aéreos).

Os veículos são:

Porshe Panamera (2019/2020): R$ 682 mil

Audi Q7 (2019): R$ 434,98 mil

Mercedes Bens C180 (2019): R$ 180 mil

A penhora está em um processo que a empresa Mottarone Serviços moveu contra Piva pelo não pagamento de dívidas referentes à transferência do controle da companhia T’Trans Sistemas de Transportes.

O valor total do negócio foi de R$ 5,5 milhões.

A empresa chegou a participar de uma licitação em São Paulo para fornecer trens do monotrilho da linha 17-Ouro, que ainda está em construção e será operada pela ViaMobilidade (Grupo Ruas e Grupo CCR).

Após uma longa batalha judicial com a T’Trans, a chinesa BYD vai fornecer os trens leves com pneus e os equipamentos.

A defesa de Piva tentou suspender a penhora e dívida por 90 dias, mas não teve pedido atendido.

Cabem novos recursos.

Em outro processo, Piva é investigado por supostas fraudes e desvios de recursos da recuperação judicial da empresa de ônibus Viação Itapemirim, inclusive, com suspeitas de desvios ilegais de recursos da companhia rodoviária para a criação da ITA (Itapemirim Transportes Aéreos).

O empresário sempre negou as irregularidades pelas quais é acusado.

A decisão é de 30 de maio de 2022 e, em 23 de junho, a justiça negou recursos de embargos de declaração movidos pela defesa de Piva.

Como mostrou o Diário do Transporte, em entrevista exclusiva na última semana, o novo gestor da Itapemirim, que atua no afastamento de Piva, Eduardo Abrahão, promete reerguer a empresa que já foi uma das maiores companhias de ônibus rodoviários do País. A estimativa é que, em cerca de 45 dias, todas as linhas que foram suspensas pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) estejam em operação.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/07/07/exclusivo-linhas-da-itapemirim-que-foram-suspensas-pela-antt-devem-ser-retomadas-em-ate-45-dias-diz-novo-gestor/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Doa pra polícia.oras.Só assim pra bandidagem tremer nas bases.E o sistema criminoso e ilegal também.Já que falta dinheiro porque esse país é ilegal e criminoso,quem sabe só assim,confiscando tudo deles a gente evolui.

  2. Ah ! quer dizer que o “bonitinho” tinha carros de luxo?? Toma tudo, assim aprende e sente na pele o que é ficar sem comida, gente cobrando aluguel, contas a pagar dos coitados que ainda nem sequer receberam um tostão da sua demissão/ como indenizações….Tá certo seu Juiz….

Deixe uma resposta