Estado de greve no transporte em São Leopoldo (RS) termina após acordo

Foto: Anderson Cabral/Ônibus Brasil

Categoria aceitou 11,09% de reajuste salarial  em audiência de conciliação realizada na sexta-feira (08)

ALEXANDRE PELEGI

Os trabalhadores do transporte coletivo de São Leopoldo, cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre com 240 mil habitantes, encerraram o estado de greve deflagrado em assembleia realizada em 24 de junho de 2022.

Os rodoviários se revoltaram pelo congelamento do salário há três anos, o que levou os ganhos dos motoristas a uma defasagem de 27% no Rio Grande do Sul.

A categoria é composta de motoristas e funcionários das empresas de ônibus que operam no município – Feitoria, Leopoldense, Sete de Setembro e Sinoscap.

Os trabalhadores fecharam acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos do Vale do Sinos em negociação que ocorreu nessa sexta-feira, 08 de julho de 2022.

Mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), a reunião teve como temas principais o valor do reajuste salarial e do vale-alimentação.

O acordo foi aprovado pela categoria em assembleia promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de São Leopoldo na noite de sexta (08).

O que ficou decidido:

= 11,90% de aumento no vale-alimentação, retroativo a 1º de junho;

= 11,90% de reajuste salarial, distribuído da seguinte forma: 7% a partir de 1º de junho; 2% sobre o salário reajustado pago a partir de 1º de setembro; e 2,90% sobre o salário com vigência em 1º de novembro.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta