Manifestação em duas empresas em Fortaleza prepara greve geral dos ônibus

Foto: Bruno Oliveira Nunes/Ônibus Brasil

Motoristas da Santa Cecília e da Vega cruzaram os braços na manhã desta quarta-feira (29) em manifestação coordenada; luta da categoria é por reajuste salarial e demais benefícios

ALEXANDRE PELEGI   

Os motoristas do transporte coletivo de Fortaleza (CE) paralisaram por algumas horas suas atividades na madrugada desta quarta-feira, 29 de junho de 2022.

Com mobilizações nas garagens das empresas Vega e Santa Cecília, os rodoviários votaram pela continuidade das manifestações em locais de trabalho. A categoria prepara uma greve geral do transporte na capital cearense.

O movimento reivindica 15,8% de reajuste salarial e 25% de aumento no vale alimentação e cesta básica.

O diretor licenciado do Sintro (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará), Edweyne Martins, disse à imprensa regional que as empresas sinalizaram que só querem negociar daqui a seis meses. “Nós estamos convocando os motoristas para logo, logo nos mobilizarmos em uma greve geral da categoria“.

As manifestações pontuais têm ocorrido durante o mês de junho, em locais como o terminal do Siqueira (21) no terminal do Papicu (9).

O Sindiônibus (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros) distribuiu nota lamentando não poder conceder aumentos aos trabalhadores. A entidade espera reavaliar as reivindicações a partir de novembro deste ano, “em um cenário mais favorável, que permita avanços salariais sustentáveis”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta