Motoristas do transporte coletivo em São Leopoldo (RS) aprovam estado de greve

Assembleia aconteceu na sexta-feira (24) à noite. Foto: Divulgação

Categoria rejeitou reajuste de 5% proposto pelas empresas que operam na cidade 

ALEXANDRE PELEGI

Os trabalhadores do transporte coletivo de São Leopoldo, cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre com 240 mil habitantes, estão em estado de greve.

A decisão da categoria aconteceu em assembleia realizada na sexta-feira, 24 de junho de 2022.

A categoria é composta de motoristas e funcionários das empresas de ônibus que operam no município – Feitoria, Leopoldense, Sete de Setembro e Sinoscap.

Organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de São Leopoldo, a assembleia decidiu pelo estado de greve ao rejeitar proposta de reajuste de 5% no salário e no ticket-refeição.

A próxima assembleia está agendada para 4 de julho, mas até lá o sindicato da categoria espera alcançar algum acordo com as empresas.

Dentre os motivos da paralisação está a revolta da categoria pelo salário congelado há três anos, o que levou os ganhos dos motoristas a uma defasagem de 27% no Rio Grande do Sul.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta