Diário no Sul

Em três anos, Comec cria oito linhas de ônibus

Balanço foi detalhado pela Comec. Foto: Divulgação.

Atualmente, 130 mil pessoas por mês são atendidas por estes itinerários na Região Metropolitana de Curitiba

WILLIAN MOREIRA

Desde 2019, o Governo do Estado do Paraná, por meio da Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), criou oito linhas de ônibus para conectar os municípios da região e dar uma opção a mais de deslocamento.

Um balanço médio de atendimento da Comec aponta a marca de 130 mil passageiros por mês sendo atendidos nestes itinerários.

As rotas que operam nos municípios de Araucária, Fazenda Rio Grande, Contenda, Piraquara, São José dos Pinhais, Almirante Tamandaré, Pinhais, Quatro Barras e Campo Largo foram criadas levando em consideração o desenvolvimento dessas localidades.

Segundo a Comec, a criação de novos pontos comerciais, escolas, creches, postos de saúde, infraestrutura urbana e diversas outras estruturas, acabam por consequência aumentando a demanda pelo transporte.

“Uma linha que por vezes mudou a vida daquelas pessoas. Mudou uma realidade. E que mostram o olhar atento desta gestão com as pessoas que mais precisam. Uma gestão que busca garantir o acesso da população a um serviço básico e essencial”, destacou, em nota para a imprensa, o presidente da Comec, Gilson Santos.

Das oito rotas, duas linhas se destacam, a 031 – Q.BARRAS / STA.CÂNDIDA – HOSPITAL CARON, que conecta os usuários com o Centro Hospitalar Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, e a linha J99 – TUBO FERRARI / HOSPITAL DO ROCIO, ligando ao Hospital do Rocio, em Campo Largo. Juntas transportam 26 mil pessoas todos os meses.

Outra linha que a Comec considera importante, é a 672 – TUPY/JULIANA, que havia sido descontinuada em 2017, gerando um descontentamento na população e foi retomada em 2019 após uma parceria do Governo do Estado com a Prefeitura de Curitiba.

Os outros cinco itinerários são as linhas I60 – PIRAQUARA/SÃO JOSÉ, C36 – PINHAIS/CENTENÁRIO e F71 – FAZENDA/GUADALUPE, somando 30 mil passageiros mensais e a  A17 – CIRCULAR SÃO JORGE, no município de Almirante Tamandaré, e a R99 – CONEXÃO CONTENDA, atendendo a região de Catanduvas do Sul.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta