Polícia realiza operação contra lavagem de dinheiro do crime na empresa de ônibus TransUnião na cidade de São Paulo nesta quinta (09)

Policiais cumprem mandados em uma das garagens da Transunião

São investigadas mais companhias, além da UPBUs, onde já houve operação na última semana

ADAMO BAZANI

A Polícia Civil de São Paulo realiza na manhã desta quinta-feira, 09 de junho de 2022, mais uma operação contra lavagem de dinheiro do crime organizado em empresas de ônibus na cidade de São Paulo.

O alvo principal é a TransUnião

Os policiais cumprem mandados de busca e apreensão em endereços comerciais, residenciais em garagens de ônibus.

Houve apreensões de ônibus também.

As investigações começaram a partir da apuração da morte de um dos diretores da empresa, que surgiu de cooperativa,  Adauto Soares Jorge, ocorrida em 04 de março de 2020, como mostrou o Diário do Transporte na ocasião.

Relembre:

Polícia apura crime de mando em morte de diretor da Transunião

Ao menos duas pessoas foram detidas e houve mandados de busca cumpridos até mesmo na casa do vereador Senival Moura (PT), ligado à direção de empresas de ônibus que tiveram origem em cooperativas.

Um dos detidos é suspeito de participação na morte de um diretor de ex-cooperativa de transportes, que ocorreu em 2020.

São investigadas outras empresas além da UPBus, onde ocorreu uma operação na semana passada.

Em 02 de junho de 2022, a Polícia Civil apreendeu armas, munições, computadores e documentos na UPBus, operadora da zona Leste de São Paulo.

O Denarc (Departamento de Narcóticos) da Polícia Civil de São Paulo está convencido que uma empresa de ônibus com origem em cooperativa de transportes do sistema urbano da capital paulista fazia lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e tinha membros ligados a uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/06/02/ouca-policia-civil-apura-que-upbus-fazia-lavagem-de-dinheiro-do-trafico-de-drogas-e-apreende-armamento-com-pessoas-ligadas-a-empresa-de-onibus/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    E ainda falam que querem tirar o peso do Estado das costas do cidadão…Mentiiiiiiiiiira.Querem é tirar a fiscalização em favor desse sistema criminoso e ilegal,isso sim.Pelo contrario,estão é jogando mais o peso da “responsa” em cima do já arrombadíssimo bolso do cidadão,isso sim.Falência moral.

Deixe uma resposta