Paulo Galli não é mais secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo e Assalve da EMTU assume cargo

Marco Antônio Assalve

Mudança seria acordo político entre o Governador Rodrigo Garcia e o PP

ADAMO BAZANI

O governador Rodrigo Garcia tirou Paulo Galli do cargo de secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo.

No lugar, foi nomeado o até então presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), Marco Antonio Assalve.

A troca de comanda de uma das mais importantes secretarias estatuais seria uma pressão política do PP.

O antecessor de Galli era o empresário e político Alexandre Baldy, também do PP e que deixou o cargo para disputar eleições neste ano em Goiás.

Veja nota do Governo do Estado

O governador Rodrigo Garcia nomeou o engenheiro Marco Antonio Assalve como novo secretário de Transportes Metropolitanos do Estado. Assalve, que presidia a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), vai ocupar o cargo que era de Paulo José Galli. A nomeação será publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (10).

 “Paulo Galli foi importantíssimo para avançar com obras de expansão do transporte de passageiros. Sem falar que demonstrou muita dedicação quando rapidamente atuou para resolver o incidente nas obras da linha 6 do Metrô”, observou Rodrigo Garcia.

 Assalve assumiu a diretoria da EMTU em janeiro de 2019, logo no início da atual gestão.

A empresa, vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba e Litoral Norte.

 Antes, Assalve havia sido diretor de operação da EMTU, gerente geral e chefe de Departamento da CMTC (Companhia Municipal de Transportes Coletivos), diretor de operações da SPTrans (São Paulo Transportes) e diretor de procedimentos e logísticas e de operações da Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo).

Em nota, Paulo Galli que ficou dez meses no comando da pasta, agradeceu pelo tempo que atuou

Encerro minha gestão à frente da Secretaria dos Transportes Metropolitanos muito grato aos governadores Doria e Rodrigo pela oportunidade de fazer parte deste grande time que fez e fará história em São Paulo. Foram 10 meses como secretário e tive a honra de estar desde 2019 nessa gestão, inicialmente como secretário-executivo na pasta. Foi um período de muito trabalho e dedicação à mobilidade de milhões de paulistas e aos projetos que ainda vão beneficiar os cidadãos que precisam se locomover por São Paulo todos os dias. Desejo sucesso e êxito ao Assalve, um amigo e parceiro ao longo da minha jornada na STM. Sua competência e profissionalismo são características que o credenciam para o desafio de liderar a pasta.

O primeiro dos desafios do novo secretário é o político: comandar a pasta em pleno ano de eleições de 2022, já que “Transportes Metropolitanos” está entre as secretarias que mais influenciam na imagem da gestão estadual e que conta com um dos maiores orçamentos do Estado.

Do ponto de vista técnico, há problemas e pendências tanto com os transportes sobre trilhos como o sobre pneus.

Um deles é o futuro da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), que gerencia os ônibus metropolitanos no Estado, o Corredor ABD (de ônibus e trólebus) e o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) na Baixada Santista.

Como mostrou o Diário do Transporte, em outubro de 2020, o governador João Doria teve seu projeto aprovado na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), que se tornou lei, autorizando a extinção de diversas empresas e autarquias públicas, entre as quais, a EMTU.

As atribuições da EMTU passariam para a Artesp, agência que regula os transportes no Estado, saindo assim da pasta dos transportes metropolitanos e indo para a Secretaria de Governo.

Apesar de uma eventual transição não ser só de responsabilidade de uma só secretaria, a pasta dos Transportes Metropolitanos teria de atuar.

Ainda na área de transportes por ônibus, a nova gestão da pasta terá de definir o que vai ocorrer com as quatro áreas da EMTU na Grande São Paulo que deveriam ser licitadas em 2016.

Sobre a extinta Área 5 da EMTU, correspondente ao ABC, foi concluído o processo de transferência das linhas das antigas operadoras para a SPE (Sociedade de Propósito Específico) Next Mobilidade (ABC Sistema). As obras do BRT (Bus Rapid Transit) – corredor de ônibus elétricos entre o ABC Paulista e a capital – devem começar em julho de fato, como mostrou o Diário do Transporte

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/06/04/emtu-abre-licitacao-para-contratacao-de-empresa-que-fiscalizara-implantacao-do-brt-abc/

Na área de trilhos, há pendências de contratos, prestação de serviços e obras, mas o ponto mais delicado atualmente é a concessão das linha 8-Diamante e 9-Esmeralda de trens metropolitanos para a ViaMobilidade.

Desde quando a ViaMobilidade assumiu em 27 de janeiro de 2022, as operações têm sido marcadas por diversos problemas até investigados pelo Ministério Público.

Veja mais em:

ViaMobilidade, CPTM e STM voltam a se reunir sobre problemas constantes nas linhas 8 e 9 nesta semana

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Marco Franco disse:

    Nada contra o agora ex Secretário Paulo Galli que fez um bom trabalho a frente da STM, mas considero acertadissima a nomeação do Governador Rodrigo. Quem é da área conhece a pessoa do Dr. Marco A. Assalve, seja pelo seu caráter, comprometimento com os resultados dos serviços sob a sua responsabilidade, com o bem servir à população, competência e experiência mais do que comprovada! Parabéns e votos de sucesso ao novo Secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de S. Paulo.

  2. carlos souza disse:

    Cartas marcadíssimas em nome desse sistema corrupto,criminoso,fraudulento e ilegal.Mandar todos eles tomar no khoow é o correto.

  3. Paulo Bellan disse:

    Vamos aguardar se as obras do BRT do ABC vão de fato começar em julho.

Deixe uma resposta