Ainda sem novas propostas de viações, motoristas marcam assembleia para sexta (10) para decidir greve de ônibus em São Paulo

Paralisação anunciada para segunda-feira (06) foi suspensa após reunião no TRT

ADAMO BAZANI

Motoristas e cobradores devem realizar uma assembleia nesta sexta-feira, 10 de junho de 2022, para decidir por uma greve de ônibus em São Paulo.

Até agora, a categoria não recebeu uma nova proposta por parte das empresas de transportes coletivos.

Como mostrou o Diário do Transporte, uma paralisação foi anunciada para esta segunda-feira (06), mas foi suspensa após uma audiência no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) para continuar as negociações.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/06/03/greve-de-onibus-em-sao-paulo-prevista-para-o-dia-06-de-junho-e-suspensa-por-retomada-de-negociacoes/

Foi apresentada uma proposta de reajuste de 10% de reajuste e somente sobre os salários: 4% agora, 4% em setembro de 2% no fim do ano, que não agradou a categoria.

As reivindicações da categoria são:

– Reajuste Salarial de 12,47%, mais aumento real;

– Vale Refeição de R$ 33,00 (unitário);

– Equiparação de todos os benefícios para os trabalhadores e trabalhadoras das empresas do sistema complementar (empresas novas);

– Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) de R$ 2.500,00;

– Fim das escalas com uma hora para refeição sem remuneração;

– Reajustes nos valores dos benefícios: Auxílio Funeral, Seguro de Vida, – Convênio Médico e Odontológico etc;

– Adequação das nomenclaturas do Plano de Carreira do Setor de Manutenção, equiparação salarial e promoção para funcionários e funcionárias Fora de Função.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta