Rodoviários de Manaus ameaçam paralisar transporte coletivo a partir de segunda-feira (06)

Trabalhadores reclamam de intransigência por parte da Prefeitura e do Sinetram. Foto: Sindicato dos Rodoviários de Manaus

Trabalhadores alegam que estão sem receber reajuste salarial há dois anos

ALEXANDRE PELEGI

Manaus (AM) pode ficar sem ônibus urbanos na próxima segunda-feira, 06 de junho de 2022.

A decisão é do Sindicato dos Rodoviários da capital amazonense, que na tarde dessa segunda-feira (30) anunciou a paralisação de 100% da frota do transporte coletivo.

A greve será deflagrada caso os trabalhadores não tenham resposta positiva para o pedido de reajuste salarial até a próxima sexta-feira (03).

Para o presidente do Sindicato, Givancir Oliveira, após uma solicitação inicial de 15% de reajuste nos salários, a prefeitura de Manaus e o Sinetram (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Amazonas) acordaram por proposta de 12%, o que não teria sido cumprido até o momento.

Estamos conversando a alguns meses civilizadamente, mas o SINETRAN não coopera para que o reajuste salarial da nossa categoria seja resolvido logo. O prefeito David Almeida por sua vez, fica em cima do muro e não resolve essa questão. Nossa categoria não quer mais conversas ou explicação, querem o reajuste salarial que direito nosso, e já marcaram para a próxima segunda-feira uma possível paralisação se isso não for resolvido essa semana“, afirmou Givancir Oliveira, presidente da categoria.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta