Eletromobilidade

Grupo Arriva anuncia Instituto Emissão Zero com foco inicial nas frotas de ônibus

Ônibus híbrido em operação em Londres

Arriva Plc é um grupo britânico, subsidiária da Deutsche Bahn, com empresas de transporte público espalhadas em 14 países da Europa

ALEXANDRE PELEGI

O Grupo Arriva acaba de anunciar o lançamento do Instituto Emissão Zero (Zero Emission Institute).

O Instituto será uma central de conhecimento e experiência para avançar na implantação de combustíveis alternativos de emissão zero, com foco inicial nas frotas de ônibus da Arriva.

O Arriva Plc é um grupo britânico, subsidiária da Deutsche Bahn.

Com atuação em transportes públicos, possui participações em empresas do setor em 14 países da Europa. O grupo tem atuação diversificada, e um foco na sustentabilidade.

Sua empresa operadora de trens Chiltern lançou o primeiro trem de passageiros HybridFlex de 100 mph na rede ferroviária nacional do Reino Unido. O produto é resultado de uma parceria de quatro anos entre Chiltern Railways, Porterbrook e Rolls-Royce.

A Arriva London, por exemplo, é uma das maiores operadoras de ônibus de Londres, atuando na capital do Reino Unido desde 1980. Atualmente fornece cerca de 18% dos serviços de ônibus da capital, operando cerca de 100 rotas sob contrato com a TfL (Transport for London).

O Zero Emission Institute da Arriva planeja estabelecer parcerias com outras organizações, como empresas de energia verde, instituições acadêmicas, inovadores tecnológicos, engenheiros, designers de veículos e fabricantes, com a finalidade de aproveitar o conhecimento existente da empresa nas mais recentes tecnologias de emissão zero.

O foco inicial do Grupo Arriva será na transição da frota de ônibus. Em Londres, por exemplo, a frota de 1600 veículos inclui mais de 400 veículos híbridos, pouco menos de 300 New Routemasters (tradicional modelo que marcou a história do transporte londrino) e mais de 30 ônibus elétricos, número que deverá aumentar nos próximos anos. Cerca de 85% da frota são de dois andares.

Para a Anne Hettinga, Membro do Conselho do Grupo Arriva e Diretora Administrativa da Holanda, este é um grande momento para a empresa, pois permite consolidar toda a experiência. “Sinto-me orgulhosa de tudo o que já foi alcançado, mas agora devemos procurar acelerar a descarbonização na Europa e o transporte de passageiros será fundamental para isso”, destaca.

Matt Greener, diretor do Zero Emission Institute, ressalta que as soluções sustentáveis ​​de transporte de passageiros são um componente crítico da jornada para o net-zero e a parceria será a chave para alcançar isso.

Uma política de net-zero significa zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa. Trata-se de reduzir as emissões de gases de efeito estufa com a meta de se alcançar a neutralidade de carbono, ou o net-zero.

Matt Greener destacou o papel que têm governos, autoridades locais, operadores, fabricantes, acadêmicos, engenheiros e fornecedores de energia. “Eles precisarão se unir para inovar e resolver desafios para garantir uma transição mais rápida. Estou animado com o papel da minha equipe e a contribuição que faremos sob a bandeira do nosso Zero Emission Institute”, destacou Greener.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta