Licitação para novo Terminal de Ônibus da SPTrans interligado à estação Varginha é adiada por tempo indeterminado

Imagem de projeto do futuro terminal de ônibus interligado à estação de trens. Fonte; Twitter/Pedro Moro

CPTM havia marcado certame para a próxima quinta (02); este é o segundo adiamento

ALEXANDRE PELEGI

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos comunicou novo adiamento, desta vez por tempo indeterminado (sine die), da licitação para execução de obras visando a implantação do novo Terminal de Ônibus Varginha da SPTrans, interligado à futura estação de trens de mesmo nome da Linha 9 – Esmeralda.

A publicação está na edição do Diário Oficial do Estado deste sábado, 28 de maio de 2022.

Este é o segundo adiamento do certame, que estava previsto para a próxima quinta-feira, 02 de junho.

Como mostrou o Diário do Transporte em primeira mão em 12 de janeiro deste ano, o certame foi lançado com a sessão pública de processamento agendada para 23 de março, posteriormente adiada para 02 de junho. Relembre:

EM PRIMEIRA MÃO: CPTM abre licitação para implantação do novo Terminal de Ônibus da SPTrans interligado à estação Varginha

O aviso de adiamento sine die não traz explicações sobre motivos que levaram a Companhia a novo adiamento.


Como mostrou o Diário do Transporte, as obras integram a extensão da linha 9-Esmeralda. Em 04 de junho de 2020 foi publicado oficialmente extrato de convênio da CPTM com a SPTrans (São Paulo Transporte) para a implantação do Terminal Estação Varginha, localizado junto à futura estação Varginha.

O terminal deve receber ônibus e micro-ônibus do subsistema local das linhas municipais que servem bairros ainda mais no extremo da cidade.

Em janeiro deste ano, o presidente da CPTM, Pedro Moro, publicou imagens do projeto da futura estação em sua conta oficial do Twitter:

 

Em nota encaminhada ao Diário do Transporte na época, a CPTM informou o valor estimado da contratação (R$ 90.827.405,69 – base setembro/2021), com prazo para execução previsto em 36 meses, sendo 24 meses para execução dos serviços e 12 meses de operação assistida.

O novo terminal atenderá as linhas do corredor Paulo Guilguer, provenientes dos bairros de Jardim Varginha, Jardim Itajaí, Balneário São José, Vila da Paz, além das linhas dos bairros a oeste e sul da Avenida Teotônio Vilela, como Colônia, Marsilac, Casa Grande e Jardim Paulo Afonso.

O escopo técnico prevê a realização de obras civis que contemplam a implantação de acesso viário ao terminal, implantação de acessos acessíveis para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, em conformidade aos critérios e parâmetros da NBR 9050. Implantação de plataformas de passageiros, construção do edifício operacional, com áreas operacionais e de funcionários, construção do edifício de acesso, com bicicletário, bilheterias e passarela de acesso às plataformas. Além de toda infraestrutura com implantação de sistemas de energia, soluções sustentáveis com captação de energia solar e aproveitamento de águas pluviais, bem como equipamentos de segurança com instalações de proteção e combate a incêndio, sistemas mecânicos e de utilidades, eletrônicos para tecnologia da informação, entre outros”, informava a nota da CPTM.

A licitação está prevista para ocorrer na forma presencial pelo modo de disputa aberto, critério de julgamento menor preço e regime de execução de “contratação semi-integrada”.

PROLONGAMENTO

A retomada das obras da estação Varginha, no extremo da Zona Sul da capital paulista, ocorreu em janeiro de 2020. A promessa do governador João Doria, na ocasião, era de entrega da estação em julho de 2022. A obra estava parada desde 2015 por causa de problemas em relação aos contratos.

Também no mesmo dia, 18 de janeiro de 2020, o presidente da CPTM, Pedro Moro, disse que o terminal de ônibus terá em torno de 10 mil metros quadrados e plataformas cobertas para embarque e desembarque.

A estação Varginha da CPTM terá cinco mil metros quadrados de área, quatro andares com acessos e mezaninos e deve receber em torno de 50 mil passageiros por dia. As obras da futura estação estão na fase de implantação da infraestrutura para via permanente e rede aérea. Iniciada em 2020, a construção da estação faz parte do lote 2 do projeto de expansão da Linha 9-Esmeralda até o extremo sul de São Paulo com investimento total de R$ 975 milhões e objetivo de ampliar as opções de mobilidade e transporte público aos moradores da região.

Relembre:

O prolongamento da linha 9-Esmeralda (hoje Osasco/Grajaú) terá dois trechos: Grajaú/Vila Natal-Mendes e Vila Natal-Mendes/Varginha.

A estação Mendes-Vila Natal foi inaugurada oficialmente no dia 10 de agosto de 2021.

Já a estação Varginha, cuja previsão de término é para o final de 2022, deverá ser entregue com o novo terminal de ônibus, sendo que será mantido o que já existe na região.

Há uma semana, no dia 06 de janeiro de 2022, o presidente da CPTM, Pedro Moro, postou no Instagram uma atualização do estado das obras da Estação Varginha:

“Começando o ano atualizando vocês sobre o andamento das obras da futura Estação Varginha! Os trabalhos seguem a todo vapor.

Podemos ver nas fotos a concretagem dos pilares do mezanino do acesso leste, o tratamento das estruturas, a alvenaria de fechamento das salas técnicas e a cabine primária”.

Juntamente com a linha 8-Diamante, a linha 9 foi concedida à iniciativa privada, com a CCR e o Grupo Ruas assumindo as operações em janeiro de 2022, mas os investimentos para esta expansão foram públicos.

LICENÇA AMBIENTAL

A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) concedeu para a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) a Licença Ambiental Prévia (LAP) para o Terminal de Ônibus Estação Varginha, interligado à futura estação de trens de mesmo nome da Linha 9 – Esmeralda.

O anúncio da Licença, que tem validade de cinco anos, foi publicado no Diário Oficial do Estado em 28 de janeiro de 2022. Relembre:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. EDVALDO FERREIRA COSTA disse:

    Estes políticos só prometem e nao cumprem o terminal varginha vai ser igual a estação varginha so promessas furada pra enganar a população do extremo sul que tanto sofre com os transporte vai demorar uns dez anos igual o atrasso da estação varginha obrar pro meus netos verem

  2. Celso disse:

    Sabe porque isso acontece porque não beneficia políticos ou pessoas de grande relevância na sociedade essa estação se arrasta há anos entra governo bom para classe de baixa renda sai governo e não interesse em melhorar as condições de vida para a nossa região só roubam verbas e matérias e nós vamos vivendo 3 há 4 horas dentro de ônibus lotados perdedendo melhores vagas de emprego ou desistindo de cursos superiores abatidos pelas constantes e longas viagens que são nossos itinerários para colocar o pão nosso de cada dia nas nossas mesas!!!

Deixe uma resposta