Empresa reforça sinal de celular em pontos de ônibus de São Paulo e Guarulhos

Reforço no sinal foi feito em regiões específicas das cidades. Foto: Divulgação / SPTrans.

Medida foi tomada pela TIM, dentro da meta de cobrir 100% dos municípios brasileiros com 4G até 2023

JESSICA MARQUES

A TIM informou que reforçou o sinal de celular em pontos de ônibus de São Paulo e Guarulhos, cidade da Região Metropolitana.

O reforço foi em regiões específicas, como em pontos de ônibus da região da Berrini, da Av. Roque Petroni Junior, no bairro Vila Gertrudes e em torno do estádio do Pacaembu.

Já em Guarulhos, a medida foi tomada nas ruas do Jardim Europa, além do Calçadão Guarulhos.

Segundo a TIM, os trabalhos integram a meta de cobrir 100% dos municípios brasileiros com 4G até 2023.

Em nota, a empresa detalha que a ação faz parte das ativações de novos sites da solução denominada SLS (Street Level Solution), planejada para locais de alta concentração de tráfego e que possuem reduzido impacto visual.

De acordo com a TIM, o projeto permite contornar as barreiras físicas que impedem a propagação do sinal de celular, oferecendo uma cobertura a nível do solo mais uniforme, com mais capacidade de rede, com uma estrutura simples e flexível para o ambiente urbano.

“Esta solução Street Level além de incrementar a qualidade do serviço prestado pela TIM aos seus clientes, é uma das várias ações em andamento como parte do nosso percurso para o 5G, que vai entregar muito mais velocidade de internet móvel”, explica o diretor de Mobile Access & Backhaul Engineering da TIM Brasil, Homero Salum, em nota.

A SLS utiliza transmissão com fibra óptica e funciona com pequenas estruturas camufladas, imperceptíveis aos usuários, que ficam em abrigos de ônibus, postes, semáforos etc.

“Mais perto dos smartphones, as antenas propagam melhor o sinal, corrigem cobertura e melhoram significativamente o uso de voz e dados”, detalha a TIM.

“As medições de rede após a implantação do projeto SLS mostram melhorias relevantes nas taxas de performance da rede. Incrementamos em aproximadamente 50% os níveis de cobertura 4G e as velocidades de download e upload”, afirma também.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta