A partir desta terça (10), estação Vila Sônia opera em horário integral e ônibus até Taboão da Serra passa a prestar serviços

Operação em forma de testes da estação durou mais de quatro meses; estudos para prolongar trilhos até Taboão da Serra foram autorizados; Tarifas de algumas linhas da EMTU terão redução com corte de  itinerários 

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

Em evento na cidade de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, o governador Rodrigo Garcia, anunciou que a estação Vila Sônia, da linha 4 de Metrô, na zona Oeste da capital paulista, passa a operar em horário integral, das 4h40 às 00h, a partir desta terça-feira, 10 de maio de 2022. A cobrança de tarifa é normal e o atendimento passa a ser em todos os dias: na semana, sábados, domingos e feriados.

Garcia também anunciou a autorização dos estudos de expansão por trilhos da linha 4 entre Vila Sônia e Taboão da Serra. Estes estudos devem começar em junho com conclusão prevista no fim deste ano.

Também começa a operar nesta terça-feira (10), o serviço de ônibus entre a estação Vila Sônia e o Largo do Taboão, em Taboão da Serra. Este transporte é contratado pela ViaQuarto, concessionária da linha de metrô, e operado pela empresa LiraBus, do Grupo Belarmino.

Não haverá cobrança para o transporte neste ônibus, mas o passageiro terá de pagar a tarifa no metrô.

Os veículos são do tipo “superarticulado” de 23 metros, com capacidade para quase 200 passageiros cada.

Como mostrou o Diário do Transporte, no último sábado (07), a STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) publicou a autorização para as operações em tempo integral da estação e do ônibus Taboão-Vila Sônia já para a partir desta segunda-feira (09).

A publicação é um instrumento legal para permitir a efetivação do atendimento ao passageiro.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/05/07/terminal-vila-sonia-e-estacao-do-metro-sao-autorizados-a-funcionar-integralmente-a-partir-desta-segunda-feira-09-apos-18-anos/

TERMINAL:

Também passa a funcionar o Terminal de Ônibus Vila Sônia, anexo à estação.

Linhas intermunicipais metropolitanas de ônibus gerenciadas pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) passam a parar gradativamente no terminal a partir do dia 14 de maio. Serão três etapas de mudanças nestas linhas: dias 14, 21 e 28.

Já as linhas municipais da capital paulista gerenciadas pela SPTrans (São Paulo Transporte), passam a atender o terminal em duas etapas: um grupo de linhas no dia 21 de maio e outro no dia 28. A SPTrans criou uma linha nova para este terminal, que funciona a parir de 21 de maio: 8019/31, entre o Parque Continental e o Terminal Vila Sônia.

Tanto as linhas da SPTrans e da EMTU que iam até locais como Metrô Morumbi, Metrô São Paulo-Morumbi ou Pinheiros vão somente até o terminal Vila Sônia. De lá, o passageiro deve continuar viagem pelo Metrô.

Vinte e quatro linhas de ônibus da EMTU vão mudar e a partir do dia 14 passam a ir apenas até o Terminal Vila Sõnia. Hoje elas vão até São Paulo-Morumbi, Butantã e Pinheiros. Por causa da redução do itinerário e para compensar o custo que o passageiro vai ter com a itegração com o Metrô, as tarifas de boa parte destas linhas vão ser reduzidas.

Veja a relação:

ETAPA 1 – Linhas alteradas para Vila Sônia em 14/05 (sábado)

033 – Embu das Artes (Engenho Velho)/ São Paulo (Metrô Morumbi): redução de tarifa de R$ 5,80 para R$ 5,65
124 – Embu das Artes (Jardim Santo Eduardo)/ São Paulo (Metrô Morumbi): tarifa de R$ 5,15 será mantida
128 – Embu das Artes (Jardim do Colégio)/ São Paulo (Metrô Morumbi): redução de tarifa de R$ 5,65 para R$ 5,15
241 – Taboão da Serra (Parque Jacaranda)/ São Paulo (Metrô Morumbi): tarifa de R$ 5,15 será mantida
356 – Taboão da Serra (C.S.U.)/ São Paulo (Metrô Morumbi): tarifa de R$ 5,15 será mantida
511 – Embu das Artes (Jardim Santo Antônio)/ São Paulo (Metro Morumbi): tarifa de R$ 5,80 será mantida
823 – Osasco (Recanto Das Rosas)/ São Paulo (Metrô Morumbi): tarifa de R$ 5,20 será mantida
835 – São Paulo (Metrô Morumbi)/ Barueri (Alphaville/Green Valley): tarifa de R$ 6,20 será mantida
841 – Embu das Artes (Jardim Valo Verde)/ São Paulo (Metrô Morumbi): redução de tarifa de R$ 5,65 para R$ 5,15

ETAPA 2 – Linhas alteradas para Vila Sônia em 21/05 (sábado)

089 – Taboão da Serra (Jardim São Judas Tadeu)/ São Paulo (Metrô Butantã): redução de tarifa de R$ 5,65 para R$ 5,15
191 – Taboão da Serra (Parque Pinheiros)/ São Paulo (Metrô Butantã): tarifa de R$ 5,15 será mantida
272 – Embu das Artes (Terminal Casa Branca)/ São Paulo (Metrô Butantã): redução de tarifa de R$ 5,65 para R$ 5,15
404 – Osasco (Novo Osasco)/ São Paulo (Metrô Butantã): tarifa de R$ 5,20 será mantida
492 – Carapicuíba (Parque Jandaia)/ São Paulo (Metro Butantã): tarifa de R$ 5,45 será mantida

ETAPA 3 – Linhas alteradas para Vila Sônia em 28/05 (sábado)

032 – Itapecerica da Serra (Parque Paraíso)/ São Paulo (Pinheiros): tarifa de R$ 5,80 será mantida
032DV1 – Itapecerica da Serra (Parque Paraíso)/ São Paulo (Pinheiros) via Embu das Artes (Centro) – Noturno: tarifa de R$ 5,80 será mantida
068 – Taboão da Serra (Parque Laguna)/ São Paulo (Pinheiros): tarifa de R$ 5,15 será mantida
078 – Embu das Artes (Parque Pirajussara)/ São Paulo (Pinheiros): redução de tarifa de R$ 5,80 para R$ 5,15
079 – Taboão da Serra (Jardim São Judas Tadeu)/ São Paulo (Pinheiros): redução de tarifa de R$ 5,65 para R$ 5,15
090 – Embu das Artes (Terminal Casa Branca)/ São Paulo (Pinheiros): redução de tarifa de R$ 5,65 para R$ 5,15
125 – Embu das Artes (Jardim São Marcos)/ São Paulo (Pinheiros): redução de tarifa de R$ 5,70 para R$ 5,15
125BI1 – Embu das Artes (Jardim Nossa Senhora de Fátima)/ São Paulo (Pinheiros): redução de tarifa de R$ 5,55 para R$ 5,15
300 – Taboão da Serra (Jardim São Judas Tadeu)/ São Paulo (Pinheiros): redução de tarifa de R$ 5,65 para R$ 5,15
510 – Embu das Artes (Jardim Vazame)/ São Paulo (Pinheiros): tarifa de R$ 5,15 será mantida

Linha que terá ponto final alterado para o Terminal Morumbi:
A partir de 21/05 (sábado):

422 – Itapevi (Vila Nova Esperança)/ São Paulo (Metrô Butantã): tarifa de R$ 7,15 será mantida

Linhas que terão ponto final alterado para o Terminal Butantã:
A partir de 28/05 (sábado):

329 – Carapicuíba (Vila Menck)/ São Paulo (Pinheiros): tarifa de R$ 6,55 será mantida
396 – Cotia (Terminal Metropolitano Cotia)/ São Paulo (Pinheiros): tarifa de R$ 6,70 será mantida
488 – Carapicuíba (Vila Menck)/ São Paulo (Pinheiros): tarifa de R$ 6,55 será mantida

CRONOGRAMA VILA SÔNIA:

10 de maio de 2022:

Início das operações em horário integral da Estação Vila Sônia, das 4h40 às 00h – cobrança normal de tarifa

Início da operação dos ônibus entre Vila Sônia e Taboão da ViaQuatro/LiraBus.

– 14 de maio de 2022:

Primeira etapa de mudanças de linhas da EMTU para o Terminal Vila Sônia

– 21 de maio de 2022:

Segunda etapa das linhas da EMTU e primeira etapa das linhas da SPTrans para o Terminal Vila Sônia

– 28 de maio de 2022:

– Terceira etapa das linhas da EMTU e segunda etapa das linhas da SPTrans para o Terminal Vila Sônia encerrando as mudanças dos trajetos de ônibus.

ATRASOS:

As obras da linha 4 Amarela começaram em setembro de 2004. A promessa inicial era de que a estação Vila Sônia, com o terminal de ônibus, estivesse em operação até 2009. Mas somente 18 anos depois do início das obras da linha é que a estrutura passa a atender integralmente a região.

As obras da linha 4 foram marcadas por atrasos em canteiros, descumprimento de contratos, descredenciamento do primeiro consórcio que iria entregar e operar os serviços e até mesmo uma tragédia, um deslizamento em um canteiro da Estação Pinheiros, quando houve sete mortes e 79 famílias desalojadas. As estações foram entregues gradativamente. É a primeira PPP (Parceria Público Privada) de transportes do Estado de São Paulo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Colaborou Willian Moreira

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta