Rodoviários da Grande Belém (PA) entram em segundo dia de greve com poucos ônibus nas ruas

Foto: Odair Ferreira/Ônibus Brasil

TRT-8 determinou que ao menos 40% da frota de ônibus voltasse a circular

ALEXANDRE PELEGI

Os trabalhadores do transporte coletivo da Grande Belém (PA), em greve desde essa terça-feira, 03 de maio de 2022, terão que colocar ao menos 40% da frota nas ruas por determinação do TRT-8 (Tribunal Regional do Trabalho da Oitava Região).

No entanto, após uma paralisação de 100% dos veículos, poucos ônibus voltaram a circular na noite de ontem e no começo da manhã desta quarta-feira, 04 de maio de 2022. Relembre:

TRT determina 40% da frota durante a greve de ônibus na Grande Belém

O Sintrobel (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belém) garantiu que cumprirá a determinação de frota mínima, mas a greve que atinge as cidades de Belém, Ananindeua e Marituba deve continuar.

A paralisação impacta a vida de 750 mil passageiros na Grande Belém.

A categoria pede um reajuste salarial de 12%.

Segundo o Sintrobel a última negociação terminou sem acordo porque as empresas ofereceram aumento de 4%, sem proposta para aumento no ticket alimentação.

O Sindicato dos Rodoviários de Ananindeua e Marituba também garante que fará cumprir a decisão judicial de 40%, mas o percentual mínimo de 40% não deve ser atingido hoje devido à indignação dos rodoviários com a situação.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta