Eletromobilidade

Daimler traça metas para o transporte sustentável, com destaque para novas baterias e serviços digitais

Head da Daimler Buses, Till Oberwörder definiu que o grupo investirá seus esforços tanto nos ônibus elétricos à bateria quanto no desenvolvimento de veículos a hidrogênio

Em conferência na manhã desta segunda-feira (02), empresa descreveu avanços em desenvolvimento do e-Citaro, que modelo lidera o mercado na Alemanha e já é o terceiro em vendas na Europa

ALEXANDRE PELEGI

Em evento digital realizado nesta segunda-feira, 02 de maio de 2022, transmitido para toda a imprensa especializada, o grupo Daimler descreveu o cenário futuro que vislumbra para a mobilidade sustentável no transporte coletivo por ônibus urbanos.

O destaque foi para o e-Citaro, ônibus elétrico do grupo que vendeu 600 unidades em 2021, tornando-se o veículo do tipo mais vendido na Alemanha, e número três em toda a Europa.

Com a bateria NMC de terceira geração 2022, o próximo passo do e-Citaro é a célula de combustível com extensor de alcance. Isso possibilita ao eCitaro percorrer até cerca de 400 quilômetros sem a necessidade de recarga.

O ônibus rodoviário Intouro também está avançando na mobilidade elétrica com o seu módulo híbrido.

Mercedes-Benz Intouro K Híbrido

O Head da Daimler Buses, Till Oberwörder, definiu na apresentação de abertura que o grupo investirá seus esforços tanto nos ônibus elétricos à bateria quanto no desenvolvimento de veículos a hidrogênio.

Como fabricante e líder mundial em ônibus, nossa ambição é clara. Queremos combater as mudanças climáticas e nos tornar um elemento impulsionador para a transformação do transporte de passageiros. Dessa maneira, passaremos a adotar uma estratégia de tecnologias de propulsão alternativas, com o objetivo de fornecer ônibus neutros em CO2 para todos os segmentos e mercados mais importantes até o final dessa década”, afirmou Till Oberwörder.

O mercado de elétricos, que em 2020 ocupou uma fatia de 10% do mercado europeu, ultrapassará a faixa de 75% em toda a Europa em 2030, segundo estimativas da fabricante.

Till Oberwörder, Head da Daimler Buses

O objetivo da Daimler Buses é colocar à disposição do mercado ônibus livres de emissões de CO2 para todos os segmentos até 2030, atendendo num primeiro momento os principais mercados da Europa e América Latina. “Portanto, a partir de 2030, para o segmento urbano, ofereceremos somente ônibus neutros em CO2 na Europa, direcionando os nossos esforços para o desenvolvimento do eCitaro totalmente elétrico“, garantiu Till Oberwörder.

Para 2039 os ônibus de todos os segmentos do grupo estarão à venda para os principais mercados europeus, também livres de emissões de CO2.

Já oS ônibus urbano eCitaro Range Extender da Mercedes-Benz, com células de combustível, devem chegar ao mercado a partir de 2023.

eCitaro G Range Extender, NMC 3 bateria, célula de combustível, tanques de hidrogênio

O chassi de ônibus elétrico eO500U da Mercedes-Benz do Brasil, como já mostrou o Diário do Transporte, chega para o mercado da América Latina, com 100 encomendas programadas para o final de 2022 e início de 2023.

Para a Daimler, o sucesso do e-Citaro decorre de uma ação conjugada, que envolve no entorno de sua produção vários fatores, que vão desde a infraestrutra de carregamento, tecnologia da bateira, até serviços e pós-venda. A Daimler Buses oferece um sistema completo de serviços para o veículo totalmente elétrico, o que inclui planejamento de projetos, consultoria para o bom funcionamento e operação da frota elétrica, assim como infraestrutura para fornecimento de energia completa.

As empresas de transporte podem também, caso solicitem, um pacote coordenado, de uma única fonte, que abrange os seus ônibus, infraestrutura de energia e recarga, software adequado para operação, serviços digitais e treinamento com foco em preparação de funcionários e atendimento pós-venda.

Os “eServices”, especificamente voltados para a mobilidade elétrica com ônibus urbanos, complementam o portfólio de serviços com soluções digitais.  O “Omniplus On” torna os fluxos de dados utilizáveis ​​para empresas de transporte, para que as operações sejam executadas com a máxima eficiência.

Desta forma, o eCitaro e o centro de controle estão em conectividade em tempo real. Isso implica no monitoramento da operação de um único ônibus como a análise completa de toda uma frota, possível graças ao fluxo contínuo de dados.

Till Oberwörder, no entanto, ressaltou que o avanço do transporte sustentável na visão da empresa depende de uma parceria entre fabricantes, operadores e formuladores de políticas.

NOVAS BATERIAS

Ouro ponto de destaque da apresentação foi o relativo às baterias tanto no eCitaro Range Extender quanto no eCitaro totalmente elétrico.

As NMC 3 (baterias de níquel-manganês-cobalto de terceira geração), em forma cilíndrica, possibilitam um aumento significativo na densidade de energia.

No eCitaro isso implica em uma capacidade máxima de 588 kWh, ao passo que no articulado pode-se chegar até 686 kWh.

Em média, essas baterias possibilitam alcance de 280 quilômetros para o eCitaro padrão e 220 quilômetros para o modelo articulado durante toda a vida útil da bateria. Em condições favoráveis, pode alcançar até mais de 300 quilômetros. A estimativa é que as NMC 3 começarão a ser entregues para o final de 2022.

O workshop, que reúne convidados do Grupo Daimler, se estenderá ainda por algumas horas com atividades dos presentes em grupos de trabalho e discussão.

Da esquerda para a direita: Martin Daum, Presidente do Conselho de Administração da Daimler Truck Holding AG; Volker Wissing, Ministro Federal de Assuntos Digitais e Transportes; e Till Oberwörder, Head da Daimler Buses


Alexandre Pelegi, jornalista especilizado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta