STM atribui ao Cartão TOP integrações físico-tarifárias realizadas com o Cartão BOM

Foto: Diário do Transporte

Resolução publicada no Diário Oficial do Estado tem efeito retroativo a 05 de novembro de 2021, data de lançamento do novo sistema

ALEXANDRE PELEGI

Quase seis meses após o lançamento do Cartão TOP, nesta sexta-feira, 29 de abril de 2022, a STM (Secretaria de Transportes Metropolitanos) publicou Resolução que reconhece ao novo sistema as atribuições para as integrações físico-tarifárias realizadas pelo Cartão BOM.

Como mostrou o Diário do Transporte, o TOP foi criado para substituir gradativamente o Cartão BOM, usado nos ônibus gerenciados pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e em estações do Metrô e CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

A Resolução nº 23, publicada hoje, aplica ao Cartão TOP as mesmas disposições dedicadas a disciplinar as integrações físico-tarifárias realizadas com o uso do Cartão BOM nos sistemas de transporte da Região Metropolitana de São Paulo.

A Resolução define que os efeitos valem a partir de 05 de novembro de 2021, data de lançamento do TOP. Relembre:

Cartão BOM deixará de existir e será substituído pelo TOP


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta