Confira todas as 95 linhas da Itapemirim que foram suspensas pela ANTT

Serviços ainda serão prestados por mais 30 dias, mas passageiros que já adquiriram os bilhetes e não se sentirem seguros com empresa, podem pedir dinheiro de volta ou alocação em outras companhias de ônibus

ADAMO BAZANI

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) divulgou a relação de todas as 95 linhas de ônibus da Viação Itapemirim que foram suspensas nesta quarta-feira, 20 de abril de 2022, por inadequação da frota da empresa de Sidnei Piva de Jesus.

Ainda no fim da madrugada desta quarta-feira, 20 de abril de 2022, às 5h12, o Diário do Transporte trouxe em primeira mão a decisão da agência, havendo repercussão em toda a imprensa nacional.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/04/20/antt-suspende-todas-as-linhas-da-itapemirim/

A medida é cautelar, ou seja, provisória,  e vale até o fim da análise do processo administrativo contra a companhia que já foi uma das maiores do País, sendo referência em transportes rodoviários no passado.

As linhas continuarão a ser operadas por mais 30 dias para não prejudicar os passageiros com viagens já agendadas, mas a ANTT esclareceu que o usuário que não se sentir seguro em viajar pela empresa tem o direito de pedir o dinheiro de volta ou alocação em outra companhia de ônibus de transporte regular que faz trajetos semelhantes.

O mesmo ocorre para quem comprou passagem para depois dos 30 dias, deve receber o dinheiro de volta ou viajar por outra empresa de ônibus regular.

Não é possível pedir para ser realocado em avião ou em ônibus de aplicativo.

A Itapemirim, por meio de nota, disse que tomará as medidas cabíveis, mas não deu detalhes.

A empresa de ônibus foi fundada em 1946 por Camilo Cola, após seu retorno da Segunda Guerra Mundial, onde foi combatente. Chegou a ser uma das maiores frotas de ônibus da América Latina ao ponto de ser comparada à gigante da América do Norte, Greyhound Lines, sendo chamada de Greyhound Brasileira.

A Itapemirim chegou a construir os próprios ônibus, tendo uma encarroçadora própria,  chamada TecnoBus, e ainda consolidou no Brasil o conceito de ônibus de três eixos, os Tribus. Era comum a aparição de ônibus da Itapemirim no Programa Silvio Santos, da então TVS (hoje SBT), e em filmes nacionais, como dos “Trapalhões”.

A crise da Itapemirim teve início nos anos 2000. Em março de 2016, o grupo entrou em recuperação judicial.

No mesmo ano, assumiram o Grupo Itapemirim no lugar da família de Camilo Cola,os empresários  Sidnei Piva de Jesus e Camila Valdívia, esta que não está mais na empresa.

A Justiça apura denúncias de desvios de dinheiro da recuperação judicial para paraísos fiscais e para a criação da ITA (Itapemirim Transportes Aéreos), uma criação de Piva. A ITA só voou por seis meses e em 17 de dezembro de 2021, paralisou as operações, pegando de surpresa milhares de passageiros.

Piva nega irregularidades. A Justiça determinou o bloqueio de bens de Piva, da mulher, de diretores e ex-diretores, além de empresas ligadas a ele.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/04/19/itapemirim-justica-bloqueia-bens-de-sidnei-piva-da-mulher-de-executivos-como-adilson-furlan-jean-carlos-pejo-rodrigo-vilaca-e-de-empresas/

Sidnei Piva de Jesus não pode deixar o país, usa tornozeleira eletrônica e tem de se apresentar periodicamente à Justiça.

As dívidas do Grupo Itapemirim chegam a R$ 2,2 bilhões e, da ITA, a quase R$ 200 milhões.

ADITIVO:

O empresário Sidnei Piva de Jesus apresentou à 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais, do TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo), o aditivo ao Plano de Recuperação do Grupo Itapemirim.

Assim, por hora, o risco de decretação de falência do grupo, incluindo a empresa de ônibus rodoviários, está descartado.

Este plano deve ser votado em até 20 dias, portanto, em meados de maio de 2022, por uma AGC (Assembleia Geral de Credores).

Confira os detalhes em:

Piva apresenta aditivo à Plano de Recuperação Judicial e falência da Itapemirim por hora é descartada

Veja a relação das linhas suspensas:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Fernando de Souza disse:

    Eu pensava que Vitória-ES- São Paulo fosse linda da Kaissara. Mas mudando de assunto, parabéns ao Diário dos Transporte que deu a notícia antes das 6 da manhã de hoje. É hoje um veículo indispensável pra fãs, profissionais do meio, fornecedores, no caso da Itapemirim, sem querer ser engraçado e indispensável até pra quem tem dinheiro a receber dela

  2. Geovane Moreira Ribeiro disse:

    É uma pena !!! Final do mês passado fui para Guaçuí no ES e tive que ir de Rio Doce porque não tinha horário da Itapemirim.

  3. Digerlis Anderson Santos disse:

    Foi motorista de ônibus rodoviário por muitos anos,,,trabalhei em grandes empresas,,,e muito triste vê uma das maiores e muito conceituada nesta situação,,,,grande viação itaperim,,,conhecida carinhosamente como vebre amarela,,,

  4. JOEL JOSE AFONSO DE CARVALHO disse:

    ESTOU COM 73 ANOS. , FUI CHOFFER DA FEBRE AMARELA POR TRÊS VEZES DONA INÊS E SEU CAMILO NOS TRATAVAM COMO FILHOS . QUANDO NOSSAS ESPOSAS FICAVAM GRÁVIDAS GANHAVAM DA EMPRESA O ENXOVAL COMPLETO DA CRIANÇA, POR DETERMINAÇÃO DE DONA INÊS. TENHO CERTEZA. QUE ESSA SITUAÇÃO ESTA SENDO UM PESADELO PARA TODOS QUE CONHECEM, TRABALHAM OU JÁ TRABALHOU NA ITAPEMIRIM. TOMARA DEUS QUE TUDO SE RESOLVA DA MELHOR MANEIRA PARA NÃO APAGAREM DA HISTÓRIA DO BRASIL ESSE GRANDE SONHO DO SR. CAMILO E DONA INÊS QIE ALIMENTOU OS SONHOS DE MUITAS FAMILIAS BRASILEIRAS COMO A MINHA.

Deixe uma resposta