CPTM amplia em R$ 2,9 milhões contrato de obras do lote 2 de extensão da Linha 9 Esmeralda

Foto: Divulgação Secretaria dos Transportes Metropolitanos

Este já é o segundo aditamento, para readequação da Planilha de Quantidades e Preços. Aditamento anterior ampliou prazo de execução dos serviços em 18 meses, sem acréscimo de valor ao contrato

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022, extrato de aditamento ao contrato das obras de complementação da extensão ferroviária da Linha 9 Esmeralda, entre as estações Grajaú e Varginha (Lote 2).

O contrato original foi assinado em 23 de abril de 2019 pelo vencedor do certame, a Engibras Engenharia S.A., no valor de R$ 87.028.824,18 (Base: abril/2018). Relembre:

CPTM homologa construtora para o trecho 2 da extensão da linha 9-Esmeralda

O aditamento, com data de 1º de fevereiro de 2022, tem a finalidade de readequar a planilha de quantidades e preços propostos, com a inclusão de serviços adicionais. O valor do aditamento é de R$ 2,9 milhões (R$ 2.923.537,95).

Este é o segundo aditamento ao contrato. O primeiro foi assinado em 15 de julho de 2021, com a finalidade de prorrogar o prazo de execução dos serviços por mais 18 meses, sem, no entanto, implicar em alteração do valor final. O prazo de operação assistida, definido contratualmente em 12 meses, foi mantido.

EXPANSÃO LINHA 9 – ATRASOS

As obras de extensão da Linha 9-Esmeralda foram divididas em dois trechos, com contratos diferentes.

O primeiro trecho é entre a atual estação Terminal Grajaú e a estação Mendes, assinado com o  Concrejato Alberoni e Arruda, no valor original de R$76 milhões.

O segundo lote, sob responsabilidade da Engibras Engenharia, é entre a estação Mendes e o futuro Terminal Varginha no valor inicial de R$ 87 milhões.

Ao todo, a extensão terá 4,5 km e deve aumentar a demanda da linha em 111 mil passageiros por dia. As obras contam com financiamento de cerca de R$ 500 milhões pelo antigo PAC – Programa de Aceleração do Crescimento.

A estimativa inicial da CPTM era entregar o trecho 1 no segundo semestre de 2020. Já o trecho 2, entre a Estação Mendes e a o futuro terminal Varginha, a previsão era o para o segundo semestre de 2021.

No entanto, os dois contratos vêm recebendo aditamentos com prorrogação no prazo de entrega dos serviços.

Como mostrou o Diário do Transporte, o Lote 1 recebeu três aditamentos contratuais. O mais recente deles foi em maio do ano passado, no valor de R$ 3 milhões (R$ 2.969.683,92). Relembre:

CPTM amplia em 3 meses e R$ 2,9 milhões contrato de obras de extensão da Linha 9 Esmeralda

A Linha 9-Esmeralda, juntamente com a linha 8-Diamante, estão sob concessão da concessionária ViaMobilidade. O contrato de concessão foi formalizado no dia 30 de junho de 2021.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta