ANTT autoriza Expresso Guanabara a implantar linha Fortaleza/CE – Caruaru/PE

Ônibus da Expresso Guanabara (imagem meramente ilustrativa)

Agência arquivou pedidos de operação de mercados da Cooperbusnordeste e Rotran, e decidiu analisar novamente solicitação da Santo Anjo, indeferida em 2020; como nos outros dias, negou vários pedidos da Trans Brasil para transferência de mercados para a Uni Brasil

ALEXANDRE PELEGI

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) publicou nesta sexta-feira, 14 de janeiro de 2022, autorização para implantação de apenas uma linha solicitada pela Expresso Guanabara. No mais, indeferiu inúmeros pedidos feitos por empresas de ônibus do transporte rodoviário interestadual de passageiros.

Apenas a Santo Anjo da Guarda terá a chance de reanálise de um pedido negado em 2020 para operação de novos mercados.

Como tem se repetido nesta semana, a ANTT rejeitou todos os pedidos feitos pela Trans Brasil para transferência de mercados para a empresa Uni Brasil.

Veja a seguir:

 

Decisão Supas nº 31: Deferir o pedido da Expresso Guanabara S/A para a implantação da linha FORTALEZA (CE) – CARUARU (PE) VIA SERRA TALHADA (PE), prefixo 03-0119-00, com os mercados a seguir como seções:

I – De: BARRO (CE), BREJO SANTO (CE), FORTALEZA (CE), ICO (CE) e RUSSAS (CE) Para: SERRA TALHADA (PE).

II – De: CARUARU (PE) Para: BREJO SANTO (CE) e JATI (CE).

III – De: FORTALEZA (CE) Para: ARCOVERDE (PE).

 

Portaria nº 3: Arquivar o pedido de autorização para operar os mercados protocolo nº 50500.085860/2021-85, da Cooperativa de Transporte e Turismo do Nordeste – COOPERBUSNORDESTE conforme o disposto no art. 26 da Resolução nº 4.770, de 25 de junho de 2015.

 

Portaria nº 4: Excluir o processo 50500.046544/2020-15 do anexo da Portaria SUPAS nº 430, de 02 de julho de 2020, publicada no D.O.U. de 22 de julho de 2020.

Por esta Portaria, a ANTT indeferiu os pedidos de autorização para operar novos mercados pleiteados por várias empresas, dentre as quais a Santo Anjo da Guarda Ltda, que consta na relação com dois processos. A decisão de hoje retira da lista um dos Processos, determinando que a Gerência Operacional de Transporte de Passageiros – GEOPE dê seguimento ao requerimento da empresa, respeitando a ordem cronológica. Relembre:

ANTT nega diversos pedidos da Viação Itapemirim para abertura de novos mercados

 

Portaria nº 5: Arquivar o pedido de autorização para operar os mercados protocolo nº 50500.084091/2021-06, da Rotran Auto Onibus Linhas Rodoviarias Eireli conforme o disposto no art. 26 da Resolução nº 4.770, de 25 de junho de 2015.

 

Decisão Supas nº 30: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha GUAJARÁ (AM) – FORTALEZA (CE), prefixo 01-9389-00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão Supas nº 33: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha GUAJARÁ (AM) – FORTALEZA (CE), prefixo 01-9383-00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão Supas nº 34: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha SENA MADUREIRA (AC) – PORTO SEGURO (BA), prefixo 22.9391.00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão nº 35: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha SENA MADUREIRA (AC) – PORTO SEGURO (BA), prefixo 22.9396.00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão nº 36: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha SÃO BERNARDO DO CAMPO(SP) – FORTALEZA (CE), prefixo 08-9432-00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão Supas nº 37: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha PORTO VELHO (RO) – PACARAIMA (RR), para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão nº 38: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha GUAJARÁ (AM) – FORTALEZA (CE), prefixo 01.9388.00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão Supas nº 39: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha SENA MADUREIRA (AC) – PORTO SEGURO (BA), prefixo 22-9402-00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão Supas nº 40: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha GUAJARÁ (AM) – FORTALEZA (CE), prefixo 01-9388-00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão Supas nº 41: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha GUAJARÁ (AM) – FORTALEZA (CE), prefixo 01.9387.00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Decisão Supas nº 42: Indeferir o pedido da Transporte Coletivo Brasil Ltda (Trans Brasil) para transferência de mercados operados como seções na linha SÃO BERNARDO DO CAMPO (SP) – FORTALEZA (CE), prefixo 08-9427-00, para a empresa Uni Brasil Ltda.

 

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta