Prefeitura do Rio reajusta tarifa dos táxis a partir desta terça (11)

Foto: Divulgação Prefeitura do Rio de Janeiro

Bandeirada nos veículos comuns passará para R$ 5,90 e para R$ 7,90 na modalidade executiva

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial da cidade desta segunda-feira, 10 de janeiro de 2022, a resolução 3480/22 que promove um reajuste no valor das tarifas em táxis convencionais e executivos que atuam no município.

Os novos preços começam a vigorar nesta terça-feira (11).

Segundo o documento, tanto a bandeirada como as tarifas quilométricas recebem aumento e o valor do taxímetro deve ser confrontado com a tabela de preços disponibilizada, até que os taxímetros passem pelo ajuste.

Para os táxis convencionais, os valores passarão a ser os seguintes:

* Bandeirada – R$ 5,90
* Tarifa Quilométrica I – R$ 2,90 a ser aplicada entre 6h até 21h nos dias úteis, ou seja, de segunda a sexta
* Tarifa Quilométrica II – R$ 3,48 praticada no período noturno de segunda-feira aos sábados das 21h até 6h, além de domingos, feriados e subidas íngremes sem especificação de horário
* Tarifa da hora parara ou de espera – R$ 36,54
* Tarifa de volume transportado – R$ 2,90 respeitando as dimensões de 60cm nas dimensões maiores e 30cm nas menores

Já na categoria de táxis executivos, os novos preços serão os seguintes:

* Bandeirada – R$ 7,90
* Tarifa Quilométrica – R$ 5,00
* Tarifa da hora parada ou de espera – R$ 63,00
* Tarifa de volume transportado – R$ 2,90 respeitando as dimensões de 60cm nas dimensões maiores e 30cm nas menores
* Tarifa de tabela horária à disposição do passageiro – R$ 142,00

Como os taxímetros dos veículos serão gradualmente atualizados de acordo com a nova tabela, o taxista deverá ao término da corrida, apresentar ao passageiro a tabela impressa para a conferência dos valores.

Ainda sim o passageiro por meio de um QR Code disponível na tabela, pode acessar uma calculadora online para calcular o valor da corrida e conferir o que está sendo cobrado.

Quem for flagrado ou denunciado por não seguir a tabela e estar trabalhando com valores alterados ou fora da sua categoria de veículo, será penalizado pelo código disciplinar instituído e decreto.

Veja abaixo as novas tabelas de valores:


Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta