Produção de ônibus em 2021 tem alta de 2,6%, diz Anfavea

Já licenciamentos, de acordo com a entidade, ficaram estáveis em relação a 2020, com leve alta de 0,9%

ADAMO BAZANI

A produção de ônibus no Brasil em 2021 fechou com uma leve alta de 2,6% em relação a 2020.

O número faz parte do levantamento da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), divulgado nesta sexta-feira, 07 de janeiro de 2022.

Segundo a entidade, nos 12 meses de 2021, foram produzidos no Brasil 18.881, dos quais, 2.395 rodoviários, segmento que teve queda de 18,4% em relação a 2020.

No total, também está a produção em 2021 de 16.486 ônibus urbanos, incluindo escolares, o que representa alta de 6,6% em relação a 2020 neste segmento.

Em 2020, foram produzidos 18.405 chassis de ônibus, dos quais, 2.934 rodoviários e 15.471 urbanos, incluindo escolares.

A Anfavea ainda mostrou que somente em dezembro de 2021, saíram das linhas de montagem 1.429 ônibus, sendo 127 rodoviários e 1.302 urbanos/escolares.

Este total representa queda de 9,7% em relação a novembro de 2021 e alta de 41,6% na comparação com dezembro de 2020.

MARCAS E LICENCIAMENTO:

Em relação a licenciamento, segundo a Anfavea, o mercado de ônibus acumulou em 2021 um resultado de estabilidade, com ligeira alta de 0,9% sobre 2020.

Foram 14.060 chassis para o mercado interno.

A Mercedes-Benz liderou novamente com 5.832 unidades em 2021, mas com queda de 9,6% em relação ao ano anterior. A Volkswagen Caminhões e Ônibus ficou em segundo lugar com 3.695 veículos de transporte coletivo licenciados e a Agrale se manteve em terceiro lugar com 2.841 unidades por causa dos ônibus de pequeno porte montados pela Volare, da Marcopolo S.A.

EXPORTAÇÕES:

As exportações de ônibus montados brasileiros em 2021 totalizaram 4.234 unidades, o que representa alta de 2,8% sobre 2020.

Do total embarcado, 1.502 foram rodoviários, com queda de 30,7% em relação ao ano anterior.

Os urbanos somaram 2.732 exportações, alta de 39,9% na comparação com 2020.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta