Caio projeta crescimento de 30% para o mercado de ônibus urbanos em 2022

Empresa diz que obteve 55,6% no segmento de urbanos em 2021 no mercado interno

ADAMO BAZANI

A fabricante de carrocerias de ônibus Caio projeta um crescimento de 30% no segmento de modelos de urbanos neste ano de 2022 em relação a 2021.

A estimativa foi divulgada nesta terça-feira, 04 de janeiro de 2022, por meio de nota.

“Para 2022, a projeção de crescimento para o mercado de ônibus urbanos é em torno de 30%, com a expectativa de que as condições de crédito sejam mais facilitadas aos operadores”, diz o comunicado

Para sustentar perspectiva, a Caio cita fatores como o avanço da vacinação contra a covid-19, o aumento gradativo da demanda de transporte coletivo e também o programa Caminho da Escola, que em 2022 deve ter a maior parte das entregas do ciclo cuja licitação foi concluída em 2021.

O avanço nos percentuais de vacinação em massa somado à queda do número de casos fatais do vírus, contribuíram para o retorno gradual das atividades presenciais, dentre elas o retorno ao trabalho, às escolas, universidades, enfim o uso do transporte coletivo, que também foi beneficiado pelo investimento nas soluções em biossegurança oferecidas pelas fabricantes de ônibus. O processo licitatório do Programa Caminho da Escola também representou um significativo salto no volume de produção projetado para 2022.

Entretanto, ainda haverá algumas dificuldades para 2022, como o desabastecimento de alguns itens relacionados a carrocerias, elevação das taxas de juros da economia e o ano eleitoral, que deve limitar as compras no segundo semestre.

Outros fatores que já vêm impactando no volume de produção e que pode continuar prejudicando a cadeia produtiva, é o desabastecimento do setor de suprimentos, principalmente o de semicondutores e outros itens relacionados à fabricação de carrocerias e chassis; altos juros, dificultando as condições de crédito aos compradores dos produtos; ano eleitoral que limita investimentos principalmente no segundo semestre.

Já num balanço sobre 2021, a Caio destacou que no mercado interno de ônibus urbanos sem os escolares, conseguiu uma fatia de 55,6%.

Os mais recentes dados da Fabus – Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus apontam que a fabricante de ônibus Caio fechou mais um ano mantendo-se como líder no segmento de urbanos, alcançando um share de 51% no mercado interno e externo. Especificamente no mercado interno de ônibus urbanos sem os escolares, a Caio atingiu um share de 55,6%. Ano após ano a marca repete resultados relevantes, permanecendo como líder na produção de urbanos.

Veja o comunicado completo:

Superação e esperança. O ano de 2021 e perspectivas para 2022 na visão da Caio, fabricante de ônibus

O ano de 2021 foi significativo para a Caio em muitos aspectos. O ano no qual a marca celebrou 75 anos de atividades e 20 anos sob nova gestão, foi também um período de superação, de expectativas, de inovação e criatividade para manter a empresa competitiva nos mercados interno e externo.

Os mais recentes dados da Fabus – Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus apontam que a fabricante de ônibus Caio fechou mais um ano mantendo-se como líder no segmento de urbanos, alcançando um share de 51% no mercado interno e externo. Especificamente no mercado interno de ônibus urbanos sem os escolares, a Caio atingiu um share de 55,6%. Ano após ano a marca repete resultados relevantes, permanecendo como líder na produção de urbanos.

Durante 2021 foram realizados Acordos Coletivos de redução de jornada de trabalho e salários que tinham como objetivo a manutenção dos empregos e do equilíbrio financeiro da empresa. Infelizmente, diante do cenário de lenta recuperação do mercado devido à pandemia, foram necessárias algumas medidas como a adequação do número de colaboradores ao volume de produção.

A crise também gera oportunidades

Mesmo com o mercado respondendo em ritmo aquém do esperado para todas as empresas do setor, a marca Caio continuou focada no desenvolvimento de soluções, inclusive de biossegurança, atendendo à demanda da situação atual, que tem exigido medidas sanitárias e de preservação da saúde.

Em 2020 foi apresentado pela equipe de Inovação e Produtos Especiais da Caio – OniPlus, o Caio Protect, um dos programas de biossegurança de grande visibilidade, que em 2021, continuou apresentando ao mercado produtos de fácil e rápida aplicabilidade, sempre promovendo o modal ônibus como um meio de transporte seguro.

A equipe trabalha continuamente em diferentes frentes, para que a fabricante de ônibus sempre disponibilize soluções que supram as necessidades do mercado e da sociedade.

No aniversário de 20 anos do lançamento da primeira geração do Apache Vip, ônibus urbano de motor dianteiro, líder de vendas desde o seu lançamento, a Caio apresentou ao mercado a quinta geração do modelo. Inovador em seu design e soluções para os clientes, o novo Apache Vip vem conquistando o mercado e já está rodando em diversas cidades brasileiras. A tradição e confiabilidade da Caio aliada à robustez e qualidade do Apache Vip, tornam o modelo um dos maiores cases de sucesso da marca.

2022, o ano da esperança

Para 2022, as perspectivas são mais positivas para o mercado de veículos, um dos setores que sofreu maior impacto da pandemia de Covid-19. Nos últimos dois anos o segmento de ônibus urbanos padeceu com níveis de produção muito abaixo do esperado pelas projeções de mercado.

 

Sendo assim, parte do otimismo para 2022 origina-se da perspectiva do retorno dos investimentos em renovação e ampliação de frotas de urbanos que foram represadas durante a pandemia.

O avanço nos percentuais de vacinação em massa somado à queda do número de casos fatais do vírus, contribuíram para o retorno gradual das atividades presenciais, dentre elas o retorno ao trabalho, às escolas, universidades, enfim o uso do transporte coletivo, que também foi beneficiado pelo investimento nas soluções em biossegurança oferecidas pelas fabricantes de ônibus.

O processo licitatório do Programa Caminho da Escola também representou um significativo salto no volume de produção projetado para 2022.

Outros fatores que já vêm impactando no volume de produção e que pode continuar prejudicando a cadeia produtiva, é o desabastecimento do setor de suprimentos, principalmente o de semicondutores e outros itens relacionados à fabricação de carrocerias e chassis; altos juros, dificultando as condições de crédito aos compradores dos produtos; ano eleitoral que limita investimentos principalmente no segundo semestre.

Perspectivas de Mercado

Para 2022, a projeção de crescimento para o mercado de ônibus urbanos é em torno de 30%, com a expectativa de que as condições de crédito sejam mais facilitadas aos operadores.

Sobre a Caio

Com dois parques fabris, com sede na cidade de Botucatu e filial na Barra Bonita, ambas no interior paulista, a Caio possui capacidade produtiva de 50 carrocerias ao dia, nas duas unidades.

A empresa possui equipes de representação de vendas em todo o Brasil e no exterior e escritório central na cidade de São Paulo. Também com renomada equipe de assistência técnica e facilidades na aquisição e troca de peças de reposição.

O êxito no segmento de ônibus é resultado de um robusto portfólio de produtos que atendem às diversas necessidades do mercado e um completo mix de soluções que englobam atendimento e serviços diferenciados.

Por isso, a Caio é especialista em oferecer soluções em mobilidade inteligente, facilitando o transporte de milhões de pessoas no Brasil e no Mundo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta