Tarifa de ônibus em Poços de Caldas (MG) passou para R$ 5 nesta segunda (3)

Sem o subsídio da prefeitura, a concessionária tem o direito de aumentar o preço conforme definido em contrato

WILLIAN MOREIRA

A população da cidade mineira de Poços de Caldas passou a pagar mais caro para embarcar nos ônibus municipais a partir desta segunda-feira, 3 de janeiro de 2022.

Como após votação na Câmara Municipal, não foi aprovado um subsídio do município ao setor, o valor passou para R$ 5,00

Isto se deve ao fato de conforme previsto no contrato de concessão nas cláusulas 3º e 4º, haver o reajuste em caso de não complementação tarifária.

“O subsídio foi proposto como uma forma de desonerar o passageiro, considerando que com ele parte do valor da passagem seria paga pelo município, minimizando as dificuldades financeiras impostas pela pandemia. Portanto, o subsídio é um benefício destinado ao cidadão que utiliza o transporte público e não à concessionária. Considerando que não houve aprovação pela Câmara Municipal, deverá ser cumprido o atual contrato que prevê a tarifa de R$ 5,00 (cinco reais) como forma de atingir o equilíbrio econômico, haja visto especialmente a queda do número de passageiros e o aumento do combustível”, explicou a Procuradora Geral do Município, Vanessa Gavião, em nota divulgada para a imprensa.

Com o novo valor cobrado, quem possuir o bilhete de papel de R$ 4,75 poderá até 14 de janeiro fazer o seu uso normalmente, mas complementando a diferença de R$ 0,25 no ato do embarque. A outra alternativa será trocar os bilhetes por créditos eletrônicos proporcionais na Agência Amigo.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta