Tarifa de ônibus em Guarulhos sobe para R$ 5 para pagamento em dinheiro em 02 de janeiro de 2022

Vale-Transporte será de R$ 5,50 e Cartão do sistema a R$ 4,90

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo confirmou que em 02 de janeiro de 2022, a tarifa de ônibus em dinheiro passará de R$ 4,70 para R$ 5.

O Vale-Transporte será de R$ 5,50 e a tarifa do Cartão do sistema passará de R$ 4,45 para R$ 4,90

Por meio de nota, a prefeitura diz que os valores serão abaixo da inflação acumulada, já que não há aumento desde 2019

Desde o último reajuste nas tarifas de ônibus de Guarulhos, no início de 2019, a inflação acumulada chegou a 20,4%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pela IBGE. Mesmo assim, as passagens nos ônibus permaneceram congeladas nos últimos três anos. Somente neste momento, após tentativas junto ao governo federal para obter repasses para ajudar nos subsídios pagos pela Prefeitura às empresas, sem um resultado positivo, a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana (STMU) definiu um repasse de 10% no valor do Bilhete Único, usado pela maior parte dos usuários do sistema e que dá o direito de utilizar quantas linhas for possível no período de duas horas.

Desta forma, a partir do próximo domingo, dia 2 de janeiro, a tarifa em Guarulhos passará para R$ 4,90 para quem utiliza o Bilhete Único. Quem usar dinheiro pagará R$ 5,00. Uma terceira tarifa, paga pelas empresas por meio do vale-transporte a seus funcionários, custará R$ 5,50.

Neste ano a Prefeitura investiu R$ 71 milhões em subsídios ao sistema de transporte municipal. Sem esse aporte, a passagem dos ônibus em Guarulhos custaria R$ 5,52 para todos os passageiros, inclusive àqueles que gozam de gratuidades, como idosos de 65 anos ou mais, estudantes e professores, conforme as planilhas de custos apresentadas à STMU e publicadas no Diário Oficial do último dia 14. Somente o óleo diesel, um dos principais insumos utilizados no transporte, aumentou, no ano de 2021, mais de 65%. Há ainda pressão de outros valores, como folha de pagamento, peças e renovação da frota, que é atualizada todos os anos.

 Em 2021 as empresas que participam do sistema de concessão incluíram 50 novos veículos equipados com ar condicionado. Desde 2017, mais de 70% de toda a frota foi completamente renovada em Guarulhos, incluindo os micro-ônibus utilizados pelo sistema de permissionários.

Para evitar reajustes, o prefeito Guti faz parte de uma frente nacional de dirigentes municipais que pressionam o Congresso Nacional a aprovar uma lei para que a União repasse aos municípios os valores investidos nas gratuidades, como aquelas concedidas a idosos e estudantes, entre outros públicos específicos. No entanto, sem a aprovação de um projeto neste sentido até o momento, diversas prefeituras se viram obrigadas a majorar os valores.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Jamerson disse:

    Horrível o transporte público de Guarulhos ônibus velhos super lotação realmente não atendem a população falo com propriedade pois conheço vários estados do Brasil

  2. Vanda Marmol disse:

    Este Prefeito Gutti e um palhaço ,ele não pensa nas pessoas desempregadas e ainda aumenta a condução e com este ônibus tudo velho e demora muito ,O Prefeito nós estamos precisando e de Saúde Médicos Você está afundando Guarulhos.

  3. Francisco Ubirajara de Lima disse:

    A Empresa Vila Galvão que basicamente monopolizou o transporte público em Guarulhos é uma vergonha, colocando ônibus de péssima qualidade para rodar! Só que ninguém fiscaliza! Prefeito Guti precisa ver isso e cobrar esses abutres da Vila Galvão S.A.

  4. Rodrigo disse:

    SEM CHANCE….JA COMPREI UMA MOTO EM SETEMBRO 🙏…QUE TODOS POSSAM DEIXAR DE DEPENDER DESSE TRANSPORTE RIDÍCULO E BÁSICO QUE É O ÔNIBUS….1° E RESUMIDAMENTE NÃO TER SINTO DE SEGURANÇA NUNCA FOI BEM VISTO.

  5. Nivaldo Gomes disse:

    Esse valor de R$ 4,90 em Guarulhos ja vinham cobrando desde muito tempo, as placas nas latwrais e na frente dos onibus quando marcavam R$ 4,45 na catraca eletrônica ja vinham cobrando R$ 4,98 em outras linhas R$ 4,95., quando questionei um determinado motorista ele disse que nao sabia, e que é dos cartoes, de muitos cartões sao descontados esses valores mais alto. Alem da frota horrível, a ROBALHEIRA é grande.

Deixe uma resposta