CPTM e SSP assinam aditivo de R$ 29 milhões para PMs atuarem na folga em estações

Aditamento vai durar por mais dos anos

ADAMO BAZANI

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e a SSP (Secretaria de Segurança Pública) assinaram um aditivo ao contrato que garante a permanência da atuação de Policias Militares de folga nas estações e trens.

A prorrogação do convênio envolve a aplicação de recursos na ordem de 1.011.456 UFESPs (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), o que que dá R$ 29,4 milhões (R$ 29.423.255,04), uma vez que a cada UFESP de acordo com a tabela da Secretaria de Fazenda é de R$ 29,09 em 2021. Em 2022, cada UFESP sobe para R$ 31,97.

A assinatura foi publicada oficialmente nesta sexta-feira, 31 de dezembro de 2021, tendo ocorrido no dia 30.

O aditivo é por dois anos a contar de 09 de dezembro 2021.

Como mostrou o Diário do Transporte, a espécie de “operação delegada” da PM nas estações começou em 2019, inicialmente para combater o comércio ambulante proibido na rede de trens, após confrontos constantes entre os vendedores e seguranças terceirizados.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/02/22/pms-em-folga-na-operacao-delegada-vao-atuar-no-combate-a-ambulantes-na-cptm/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta