Prefeito Guti sanciona retirada da gratuidade para “novos” idosos no transporte coletivo de Guarulhos

Não terão direito idosos de 60 a 64 anos que ainda não contavam com o benefício ou que vão completar 60 anos; Quem tem 65 anos ou mais tem a gratuidade assegurada por lei federal

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

O prefeito de Guarulhos, Grande São Paulo, Gustavo Henric Costa (Guti), sancionou o projeto de sua autoria que impede o direito à gratuidade para idosos com idades entre 60 a 64 anos nos ônibus municipais que ainda não têm esse benefício na cidade. A informação foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira, 28 de dezembro de 2021.

Segundo o documento, quem possui 65 anos ou mais, conforme a Lei Federal das gratuidades, não perde o benefício, assim como quem estiver com 60 a 64 anos no ato da publicação da lei, e já usa o transporte de forma gratuita.

Ou seja, quem vai completar 60 anos ou que já tem entre 60 e 64 anos e ainda não tinha emitido o cartão da gratuidade, não terá mais este direito.

Já para professores e estudantes o desconto de 50% no valor da tarifa está mantido.

Veja quais vereadores votaram a favor à retirada da gratuidade.

Votaram pela retirada da gratuidade para pessoas com 60 a 64 anos nos ônibus: André Alves (Cidadania), Carlinda Tinoco (Republicanos), Carol Ribeiro (PSDB), Danilo Gomes (DC), Dr. Alexandre Dentista (PSD), Fausto Martello (PDT),Geleia Protetor (PSDB), Geraldo Celestino (PSC), Gilvan Passos (PSD), Jorginho Mota (AGIR), Karina Soltur (PSD), Lauri Rocha (PSD), Leandro Dourado (Sem Partido), Luís da Sede (PSD), Maurício Brinquinho (PT),Pastor Anistaldo (PSC), Paulo Roberto (PTB), Rafael Acosta (DC), Romildo Santos (PSD), Sandra Gileno (Patriota), Sérgio Magno (Patriota), Ticiano Americano (Cidadania), Vanessa de Jesus (Republicanos) e Wesley Casa Forte (PSB)

Votaram pela permanência da gratuidade para pessoas com 60 a 64 anos nos ônibus: Dr. Laércio Sandes (DEM), Edmilson Souza (PSOL), Jaime Junior (Republicanos), Lucas Sanches (PP), Marcelo Seminaldo (PT), Márcia Taschetti (PP), Prof. Rômulo (PT) e Wellinton Bezerra (Sem Partido).

Ausências: Janete Pietá (PT) e Lamé (MDB)

Com isso, a cidade de Guarulhos, passa a seguir os passos da capital paulista e do Estado de São Paulo que, em dezembro de 2020, também na época de Natal, acabaram com o benefício.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes e Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta