Diário no Sul

Túnel submerso em litoral de Santa Catarina recebe autorização para captar empréstimo

Projeto abrange nova estrutura de mobilidade urbana. Foto: Arquivo/Amfri/Divulgação

Obra sob o rio Itajaí-Açu fará a ligação entre as cidades de Itajaí e Navegantes, e contempla operação com ônibus 100% elétricos

ALEXANDRE PELEGI

A Cofiex (Comissão de Financiamento Exterior) do Ministério da Economia aprovou no dia 13 de dezembro de 2021 a Carta Consulta apresentada para a implementação das ações previstas no projeto do túnel submerso que ligará Navegantes e Itajaí, cidades do litoral catarinense.

A informação confirmatória foi dada pelo Ministério somente esta semana.

O empréstimo será do BIRD (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento), da ordem da US$ 90 milhões, mas dependerá de US$ 30 milhões de contrapartida. O prazo é de 25 anos.

Além desses valores, o projeto exigirá mais de US$ 240 milhões, que terão de ser captados em investimentos privados.

O projeto aprovado para receber o financiamento externo é composto de três elementos: o Sistema de Transporte Coletivo Regional (STCR/AMFRI), integrado com ônibus elétrico entre Bombinhas e Balneário Piçarras; o túnel submerso de Itajaí a Navegantes; e a reurbanização da Orla Central de Balneário Camboriú.

A Amfri (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí) afirma que será o primeiro sistema de transporte regional a ser operado com ônibus elétricos da América Latina.

Para se deslocar entre os municípios os passageiros pagarão uma tarifa integrada, e o sistema terá monitoramento de frota via satélite e bilhetagem eletrônica.

O túnel fará a ligação entre Itajaí e Navegantes com três faixas de rolamento por sentido, sendo uma exclusiva para o transporte coletivo.

A Amfri, no entanto, afirmou que estudos feitos até hoje mostram a necessidade de pagamento de uma tarifa de pedágio para o túnel, atualmente calculada entre R$ 4,50 e R$ 10.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta