Cobrança de tarifa no ônibus circular da UFRN é suspensa em Natal (RN)

Foto: Vitor Dias/Ônibus Brasil

Justiça atende a pedido de deputada para impedir a obrigatoriedade do pagamento de passagem

WILLIAN MOREIRA

A justiça do Rio Grande do Norte decidiu, por meio de liminar, impedir que seja feita a cobrança de tarifa na linha de ônibus circular que atende a UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte).

Decisão atende a pedido da deputada federal Natália Bonavides, que classificou a cobrança como absurda.

No entendimento da justiça existem indícios de nulidade na medida e, caso o município decidir insistir na cobrança da tarifa, uma multa será aplicada, já que não foi seguido o trâmite previsto pela lei do município para suspender a linha 588 e criar outra.

A polêmica sobre o assunto começou em 1º de dezembro, quando na retomada gradual das aulas presenciais foi iniciada a cobrança de R$ 3,20 de um serviço que até então era gratuito.

Estudantes da universidade realizaram um protesto pedindo a volta da gratuidade, com a parlamentar intercedendo e entrando com pedido de liminar.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta