Metrô de São Paulo instala portas de plataforma em mais sete estações até 2022

Começam a operar em 2022 portas nas estações Tucuruvi (Linha 1-Azul), Corinthians-Itaquera e Palmeiras-Barra Funda (Linha 3-Vermelha). Foto: Divulgação.

Trabalhos já estão sendo realizados nas estações Jabaquara (Linha 1-Azul), Vila das Belezas, Giovanni Gronchi e Santo Amaro (Linha 5-Lilás)

JESSICA MARQUES

O Metrô de São Paulo informou ao Diário do Transporte que fará a instalação de portas de plataforma em mais sete estações até 2022.

As próximas estações que vão contar com essa estrutura serão: Jabaquara (Linha 1-Azul), Vila das Belezas, Giovanni Gronchi e Santo Amaro (Linha 5-Lilás), onde os equipamentos já vêm sendo instalados.

Segundo a Companhia do Metropolitano, depois será a vez de Tucuruvi (Linha 1-Azul), Corinthians-Itaquera e Palmeiras-Barra Funda (Linha 3-Vermelha), cujas portas estão em fabricação para instalar e funcionar em 2022.

“O Metrô investe em diversas medidas que podem ajudar o embarque e desembarque, melhorando o serviço aos passageiros e promovendo segurança. Nas plataformas foram colocados adesivos em todas as estações, auxiliando na organização do fluxo de pessoas que vão entrar e sair do trem”, informou a companhia, em nota.

O objetivo da instalação das portas de plataforma é ampliar a segurança dos passageiros e reduzir as interferências na via, melhorando a circulação dos trens.

PORTAS DE PLATAFORMA EM TODAS AS ESTAÇÕES

De acordo com o Metrô, serão colocadas as portas de plataformas em todas as estações do sistema.

“As linhas e estações novas já são construídas pelo Metrô com esse recurso, como é o caso de todas as 10 estações da Linha 4-Amarela e as 10 da Linha 15-Prata”, detalha a companhia.

Os terminais mais novos da Linha 2-Verde (Sacomã, Tamanduateí e Vila Prudente) também têm as portas, assim como a Vila Madalena também nessa linha. Na Linha 3-Vermelha, a estação Vila Matilde tem as portas. Na Linha 5-Lilás, há portas de plataforma em 14 das 17 estações.

O Metrô também informou que vai colocar as portas em todas as outras estações da rede.

“O contrato para esse serviço foi liberado pela Justiça e reativado nesse semestre, permitindo a retomada dos trabalhos com a fabricação dos equipamentos e conclusão dos projetos, que vão permitir o estabelecimento do cronograma de instalação e funcionamento.”

Relembre:

Justiça derruba liminar de Consórcio PSD e Metrô de SP pode continuar com contrato para instalação de 88 portas de plataforma

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. rebU disse:

    Tá de piada que essas portas serão instaladas em todas as estações! Quem decidiu isso nunca foi às estações elevadas da linha Azul do metrô cujas plataformas são estreitas. Isso dará problema principalmente na estação Tietê quando os viajantes voltarem dos feriados.

Deixe uma resposta