História

BBF 2021: A história do motorista que restaurou o Vitória com o qual trabalhou e agora vai compartilhar esta paixão

Jefferson Luiz, que atuou na empresa Athenas Paulista, vai trazer de São Carlos para a capital paulista o ônibus que começou a operar em 1994, sendo seu primeiro veículo na profissão

ADAMO BAZANI

Até que ponto vai paixão pelos transportes? E quanto a gratidão à vida por conseguir crescer, se desenvolver e dar sustento à família escrevendo a história atrás de um volante de ônibus?

Talvez não haja uma métrica, um parâmetro, mas existem exemplos que mostram que transporte é muito mais do que ir e vir de um local para o outro, mas é dedicar a vida em prol de um ideal, de uma prestação de serviço à comunidade.

Estes exemplos poderão ser conhecidos de perto na BBF (BusBrasil Fest), tradicional exposição sobre a evolução do transporte de passageiros por ônibus, que ocorre no próximo domingo, 12 de dezembro de 2021, em frente ao estádio do Pacaembu, na Praça Charles Miller, zona Oeste da capital paulista. O evento é gratuito.

Trata-se do motorista profissional Jefferson Luiz, que vai trazer de São Carlos, no interior, para a capital, o Caio Vitória Mercedes-Benz OF-1620, que começou a operar em 1994.

A paixão de Jefferson Luiz pelo seu “companheiro de trabalho” foi tão grande que, quando os ônibus da empresa Athenas Paulista, que parou de operar na cidade em 2016, foram à leilão em 2020, ele não teve dúvidas: arrematou o Vitória, que agora pode chamar de seu.

O trabalho de restauração foi feito com o carinho para dar ao seu velho companheiro de trabalho o cuidado que merecia.

Este Caio Vitória se confunde com a história pessoal de Jefferson Luiz, guardando lembranças de momentos tristes e alegres.

Jefferson Luiz começou a carreira no transporte como cobrador na empresa Viação Renascença, o primeiro nome da Athenas Paulista.

O ônibus chegou zero quilômetro, em 1994, num lote de 20 unidades do modelo.

Jefferson se recorda também do amigo e colega Orlando Rodrigues, que o ensinou a dirigir neste ônibus. Ou seja, junto com o Orlando, o Caio Vitória não foi só companheiro de trabalho, mas “professor”.

“Atém então, nunca tinha dirigido nem carro de passeio. Aprendi a dirigir num ônibus” – diverte-se.

O profissional lembra que entrou na empresa em 2004 como cobrador. Em 2007, o amigo Orlando o estimulou a se qualificar como motorista.

E quem for à BBF poderá ver de perto este ônibus e bater um papo com o Jefferson: histórias não vão faltar.

“Praticamente foi o único Vitória da empresa que sobrou inteiro. O resto foi tudo desmanchado”

O motorista conseguiu, além de restaurar o ônibus, fazer o resgate histórico com fotos de diferentes épocas e pinturas do veículo, que o leitor do Diário do Transporte tem o prazer de viajar no tempo com elas.

1994 – Quando veio novinho. Chegaram 20 unidades para a Viação Renascença, que posteriormente mudou o nome para Athenas Paulista

2007 – Jefferson Luiz e o amigo e colega Orlando Rodrigues, que o ensinou a dirigir com este ônibus. “Nunca tinha dirigido nem carro de passeio” – lembra

2007 – Jefferson ainda era cobrador

2015 – Jefferson já era motorista e empresa já estava com a denominação de Athenas Paulista.

2016 – Último ano de operação da empresa. Ônibus na linha 40 Santa Felicia X Antenor Garcia

2020 – Jefferson feliz, logo depois de ter arrematado o ônibus

2020/2021 – Já com as placas brancas, registrado no nome de Jefferson

SERVIÇO:

Evento: BBF (BusBrasil Fest) – 2021

Edição: 15ª edição, 20º ano

Onde: Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, na zona Oeste de São Paulo

Quando: 12 de dezembro de 2021, das 10h às 17h

Custo: Gratuito

Realização: Portal do Ônibus

Apoio: Diário do Transporte

Obrigatório uso de máscara facial de proteção contra a covid-19

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Uma história inspirador pra mim, pois penso em fazer algo parecido com um Caio Alpha.
    Apesar de nunca ter trabalho em um, mas quando criança andava por demais e já pesquisando um que seja um Ex Guanabara, empresa de ônibus que trabalho atualmente em Natal.

    Parabéns Jefferson Luiz, que Deus lhe ilumine abundantemente com trabalho e saúde para que você viva bem e feliz e continue a preservar esse seu guerreiro Caio Vitória.

  2. MARCOS NASCIMENTO disse:

    Que história de vida linda. Simplesmente, sem palavras! Eram histórias deste tipo que deveriam ser veiculadas pela mídia em programas de domingo quando a família inteira está em casa.

Deixe uma resposta