Diário no Sul

Blumenau (SC) realiza ajustes de horários em linhas de ônibus a partir da próxima segunda (29)

Em 2021, Prefeitura realizou 701 ajustes e a inclusão de 441 horários no transporte coletivo. Foto: Mateus Filipe Nascimento/Ônibus Brasil.

Ação faz parte do processo gradual de aumento da frota para atender o crescimento na demanda pela retomada das atividades comerciais

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Blumenau, no estado de Santa Catarina, informou que vai efetuar uma ampliação nos horários de linhas do transporte coletivo urbano a partir da próxima segunda-feira, 29 de novembro de 2021. A mudança será feita por meio da Seterb (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes).

Na região do Distrito Industrial/Rua Arno Deeling, dois novos horários às 6h45 e 16h55 serão adicionados para atender o turno geral das empresas: Arber, Blufix, Nilcatex, Selgron e Cerveja Blumenau.

Já para os usuários do Hospital Universitário da Furb, receberão ajustes na linha 601-Fortaleza, contando com os horários de 8h, 9h30, 12h20 e 16h40. Na linha 81 serão incluídos 3 novos horários aos domingos, com saída do Terminal Itoupava/ Rua Gustavo Zimmermann para o Terminal Aterro, das 7h10, 12h05 e 19h05.

Outra mudança ocorrerá na Linha 617 que vai atender a Rua São João percorrendo o trajeto Terminal Fortaleza/ Rua São João/ 2 setembro / 25 julho / Terminal Fortaleza, nos horários 7h25, 9h, 15h20, 17h27, 19h15, 21h50 e 22h33.

De acordo com o secretário Municipal de Trânsito e Transportes, Alexandro Fernandes, o trabalho é constante para manter a melhoria do transporte no município.

“Semanalmente incluímos novos horários, incrementamos os intervalos, reativamos as Linhas e até incluímos algumas. Nossa equipe está focada em atender de forma significativa os usuários conforme a demanda vai aumentando”, explicou, em nota divulgada para a imprensa.

Somente neste ano de 2021, a Prefeitura de Blumenau realizou até o momento 701 ajustes e a inclusão de 441 horários no transporte coletivo.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta