ENTREVISTAS: “Sobras” do Cartão BOM podem somar recursos milionários que passageiros vão perder com a entrada do Cartão TOP

Valores residuais em cada cartão podem ser pequenos, mas somados, podem chegar a uma quantidade expressiva que passageiros não conseguirão usar; Secretário disse que isso será visto “lá na frente” e que agora “não é problema”

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

Os passageiros dos transportes metropolitanos de São Paulo podem perder recursos milionários que já pagaram com a entrada do Cartão TOP no lugar do Cartão BOM.

Esse risco mora nos “residuais” do saldo do Cartão BOM. São aqueles pequenos valores que não são suficientes para pagar uma outra passagem, mas que não vão ser usados.

O problema ocorre porque o Governo do Estado de São Paulo disse que o BOM poderá ser usado até o final, mas não haverá transferência de saldo do BOM para o TOP.

A partir de janeiro de 2022 não será mais possível carregar o BOM, para quem quisesse completar o valor de uma passagem, por exemplo. Ou seja, o residual, dinheiro já pago, vai ficar no BOM, sem o passageiro poder fazer uso.

Segundo o site do Cartão BOM, havia cerca de dois milhões de cartões ativos.

Por exemplo, se a pessoa tem R$ 10 de saldo e pega uma linha de ônibus gerenciada pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) cuja tarifa é R$ 6,80, sobrarão R$ 3,20. Só que estes R$ 3 não são suficientes para pagar nenhuma outra tarifa. Se não haverá transferência de saldo, o que vai acontecer com estes R$ 3,20? Este dinheiro o Governo já recebeu diretamente do passageiro no caso do BOM Comum ou da empresa que o emprega, no caso do Vale-Transporte.

Um exemplo de linha com tarifa neste valor é a 152 -São Bernardo do Campo (Área Verde)/ São Paulo (Terminal Sacomã), operada pela Viação Riacho Grande. Essa linha se integra pelo BOM com o sistema de trilhos pelo Sacomã, que dá acesso à linha 2-Verde do Metrô.

Ocorre que uma quantidade significativa de cartões poderá ter estes saldos residuais.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Paulo José Galli, disse ao Diário do Transporte que o assunto só será pensado pelo Governo do Estado, depois.

“Isso a gente vai ver lá na frente. Agora vamos deixar as coisas acontecerem, os cartões serem implementados. Este assunto a gente vai discutir quando realmente for um problema. Hoje ele não é” – disse sem dar mais detalhes.

Ouça:

O coordenador de mobilidade do Idec (Instituto de Defesa do Consumidor), Rafael Calábria, disse que o ato é uma prática abusiva que que o passageiro não deve pagar por uma escolha do Governo do Estado em trocar o Cartão.

“O usuário não pode ter um ônus para continuar tendo acesso à bilhetagem porque o Governo do Estado decidiu mudar o bilhete. O que se espera é que o Governo do Estado dê transparência a este ponto da mudança, atenda a cada uma das pessoas e proceda eletronicamente uma transferência. O acesso ao dinheiro que é da pessoa é garantido por lei. “ – disse Calábria.

“É uma questão relevante sim. Podem ser valores pequenos por cartões, mas somando, no total é um valor grande” – complementou

Ouça:

Por meio de nota ao Diário do Transporte, o Procon também defende que todos os valores sejam usados pelos passageiros com a transferência entre cartões.

Os créditos existentes no cartão BOM terão que ser esgotados, não pode haver cancelamento sem que eles sejam utilizados qualquer que seja o pretexto.

Sendo criado um novo cartão os créditos devem ser passados para o novo cartão ou o cartão anterior deve ser mantido com o usuário até o esgotamento dos créditos existentes.

CRONOGRAMA:

O Governo do Estado estipulou um cronograma para a mudança de cartões dependendo da modalidade: Vale-Transporte, Comum, Escolar, Senior, Especial e Empresarial.

Como mostrou o Diário do Transporte, o BOM deixará de existir e gradativamente está sendo substituído por um novo cartão, chamado TOP.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/11/05/cartao-bom-deixara-de-existir-e-sera-substituido-pelo-top/

Os créditos do Cartão BOM não serão transferidos para o Cartão TOP.

A partir de janeiro de 2022, não será possível carregar mais de créditos o BOM.

Assim, o passageiro terá de pedir o novo cartão.

Para isso, deve seguir os passos:

  • Baixar o Aplicativo TOP no celular
  • Realiza o cadastro neste aplicativo do TOP
  • Escolher receber seu cartão TOP em casa, o envio terá custo

Também é possível obter a primeira via do cartão gratuitamente nas lojas Pernambucanas, levando RG, CPF originais e comprovante de residência.

A STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) estipulou um calendário de troca.

Para mais informações sobre a troca do cartão, o passageiro deve acessar https://www.boradetop.com.br

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Gerson Carvalho disse:

    Boa noite!

    Um exemplo disso, é a minha esposa, que possui R$ 621,47 da empresa anterior e ela não utiliza, pois está trabalhando em Home Office e eu vou trabalhar de carro, diariamente.

    Volta e meia, utilizo até ônibus seletivo, para tentar gastar este saldo.

    Complicado perder tudo isso!

    Att,

    Gerson Carvalho

    1. SUELI LESSA disse:

      EXATAMENTE. TENHO CRÉDITOS ACUMULADOS.

  2. vagligeiro disse:

    Gostaria muito que jornalistas investigativos ficassem de olho nesta situação. O BOM é um sistema que apesar dos percalços, já está consolidado na Região Metropolitana de São Paulo.

    A transição para um tal “novo sistema”, aparentemente sem transparência e sem respaldo na troca de tecnologia, soa-me muito estranho. Não se viu muito em reportagens sobre tal mudança, ela veio aparentemente de sopetão, sem conversas maiores.

    O engraçado é que aparentemente isso está ligado ao fim da bilhetagem manual no metroferroviário paulista (pois o TOP é o responsável pela emissão de QRCodes na rede CPTM/Metrô).

  3. Já tem gente de ouvido mouco, que entenderam que na AMERICANAS é o posto….Vieram falar comigo na loja ,,,e logo depois uma funcionária do Poupatempo avisou que será na Pernambucanas

  4. katia binotti bento disse:

    Isso e uma palhaçada, pois o trabalhador vai sair prejudicado com essa troca, pois quem tem saldo com valor mais alto e não conseguir usar ate março, vai perder os créditos, sendo que esses valores nos que pagamos foi descontado de nossa folha de pagamento., isso e um absurdo do governo a cada dia prejudicando o trabalhador….

  5. NELI disse:

    Nosso governo como sempre puxando a sardinha para o próprio lado e o trabalhador que se lasque,nada é de graça pagamos por isso o dinheiro do Vale transporte e pago por nós em folha de pagamento e nosso direito usar o dinheiro mais querem controlar até o que é nosso por direito estamos cansados de sermos lezados sempre o governo so ve o próprio umbigo e ninguém faz nada pelos trabalhadores as empresas se associam ao governo para nós roubar esse é nosso Brasil sempre cheio de corrupção

  6. Carlos Eduardo Dantas disse:

    Bom eu já tenho o top comum , quando q vai começar a funcionar e quando eu posso fazer a recarga.

  7. Cartoleiro disse:

    Os governadores de São Paulo em ventando mais uma moda o bom vira top vocês já viu o povo ser top eles que não paga as contas não jacaré nada de braçada Vereadores pegar ônibus bulrico para vocês verem não sai do bolso de vcs vcs não querem perder suas regalias e ponham o povo para pegar a conta que não e do povo

  8. VALDEMIR DOS SANTOS SACRAMENTO disse:

    Governo ladrão . corrupto se ele estivesse fazendo a coisa certa , os créditos deveria ser transferível ….esse miserável ….

  9. Giulia Andrade disse:

    lógico que não vai pensar o dinheiro não saiu do bolso dele…esse Dória só roubou o paulistano.

    1. VALDEMIR DOS SANTOS SACRAMENTO disse:

      Com certeza esse fila da puta do caralho

  10. Cissa disse:

    Então, quando esses residuais forem um problema, devem convocar quem os tiver e que não for suficiente para uma tarifa, para retirar 3sse valor em pontos indicados…o que não pode é o usuário perder alguns trocados que , em espécie, pode ajudar a completar uma passagem….

  11. Lourival Popperl disse:

    Bom dia no meu caso e de muiiitos usuarios nao é só resíduo mas muitas recargas que nao podem ser usadas algumas chegam a dois mil reais ou até mais se o governo oi emtu oi seja lá quem for ficar com essas quantias nao é considerado um crime…? Pois estes valores já foram pagos pelo usuario e estao atrelados a um nome e cpf ai vem um secretário e diz que isso nao é problema… mas é logico que nao é pra ele e sua equipe pois nao usam ônibus

  12. Alberto. disse:

    Para solicitar o cartão TOP preciso baixar APP no Celular??? Eu não uso celular, e agora?

  13. Gilberto Franco disse:

    Infelizmente no Brasil sempre os políticos e os empresários agem de má fé, não são todos porém existem muitos que quando podem dão uma rasteira no povão, este é o Brasil.

  14. Tenho quase R$600,00 no cartão, estou home office e depois vou entrar na licença maternidade, é absurdo perder esse valor… então permita transferir o valor pra conta corrente do banco, tem que ser feito alguma coisa, afinal o dinheiro é nosso… Isso prova mais uma falta de respeito do nosso governo do estado (Dória) com o cidadão de São Paulo.

Deixe uma resposta