Prefeitura de SP remaneja R$ 3,8 milhões para manutenção e operação do sistema municipal de transporte coletivo

Foto: Luis Felipe Candido Neri / Ônibus Brasil

Recursos serão utilizados para gastos decorrentes de sentenças judiciais; verba foi retirada da manutenção e operação de terminais de ônibus

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, abriu crédito suplementar de R$ 3,8 milhões (R$ 3.841.337,07) para a Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT).

Os recursos, conforme publicação no Diário Oficial do Município desta sexta-feira, 12 de novembro de 2021, serão utilizados para a manutenção e operação do sistema municipal de transporte coletivo, no item orçamentário “Sentenças Judiciais”.

Estas despesas são resultantes do cumprimento de sentenças, transitadas em julgado, de empresas públicas e sociedades de economia mista.

A verba faz parte de um crédito total de R$ 13 milhões destinado a outras secretarias, além da Mobilidade e Trânsito, como Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia, Secretaria de Cultura, Fundo Municipal de Assistência Social, Fundo Municipal de Saúde, Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

A cobertura do crédito será feita através de recursos provenientes da anulação parcial de outras dotações.

No caso da SMT, o valor suplementado será decorrente da anulação de verba no mesmo valor destinada à manutenção e operação de Terminais de Ônibus.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta