Bilhetagem dos transportes de Manaus está em processo de normalização neste sábado (02), diz prefeitura

Justiça determinou multa de R$ 1 milhão à prestadora de serviços caso serviço não fosse restabelecido o sistema e o aplicativo

ADAMO BAZANI

O sistema de bilhetagem dos transportes coletivos de Manaus (AM) está em processo de normalização neste sábado, 02 de outubro de 2021, de acordo com a prefeitura à imprensa local.

Nesta sexta-feira (1º) o sistema ficou inoperante tanto nos ônibus convencionais como nos micro-ônibus do transporte alternativo.

Os micro-ônibus chegaram a paralisar as atividades logo no início da manhã

Como mostrou o Diário do Transporte, a Meson Amazônia, empresa responsável pela bilhetagem, havia informado que o Sistema de Bilhetagem Eletrônica de Manaus ficou inoperante em função do término do contrato entre esta empresa e o Sinetran (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas) e que negociava com a entidade para a formalização de um novo contrato que possibilite a retomada dos serviços.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/10/01/transporte-alternativo-de-manaus-am-paralisa-operacoes-nesta-sexta-1o/

O plantão judiciário em Manaus determinou o restabelecimento em 24 horas do sistema de bilhetagem e do aplicativo “Cadê Meu Ônibus”.

Em caso de descumprimento, a juíza plantonista Cível, Lia Maria Guedes de Freitas, determinou multa de R$ 1 milhão à empresa de bilhetagem.

Em nota encaminhada ao Diário do Transporte, a Meson esclarece:

A Meson informa que na última sexta-feira (1) o Sistema de Bilhetagem Eletrônica de Manaus foi restabelecido em função da assinatura de um novo contrato entre esta empresa e o Sinetram. O acordo tem validade de 5 anos, com possibilidade de renovação. O reestabelecimento do serviço começou a ser realizado gradualmente já naquele dia.

Esclarecemos que a empresa não foi intimada da decisão liminar noticiada pelos órgãos de imprensa locais no último sábado (2). De qualquer forma, entendemos que o objeto da ação já havia se perdido em função da assinatura do novo acordo entre as partes e a retomada do serviço.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta