Piracicaba (SP) abre consulta pública para licitação dos ônibus municipais

TUPi (Trans Acreana) opera de forma emergencial

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Piracicaba, no interior de São Paulo, abriu nesta quinta-feira, 30 de setembro de 2021, consulta pública para a licitação dos transportes coletivos comuns e do transporte especial para pessoas com deficiência – Elevar.

A consulta pública ficará disponível para a população por 30 dias.

Pela minuta do edital, que poderá passar por alterações após a consulta pública, os valores de investimentos previstos são de R$ 74,33 milhões (R$ 74.338.023,80).

O prazo de vigência do contrato é de cinco anos prorrogáveis por mais cinco anos.

Vence a empresa que oferecer a menor tarifa de remuneração por passageiro.

A tarifa máxima prevista no edital é de R$ 4,54 para as linhas comuns e R$ 5,40 para o Elevar.

A minuta exige que o sistema regular deverá ser operado com, no mínimo, 40 veículos dotados de ar-condicionado.

Os ônibus deverão ter idade média máxima de 5 (cinco) anos e idade máxima de 10 (dez) anos, sendo considerado o ano/modelo para a aferição da idade do veículo.

Para elaboração do edital que será disponibilizado para consulta pública, a Prefeitura recebeu projetos de pessoas físicas e jurídicas, que foram habilitadas para participaram do PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) do serviço. As propostas foram analisadas pelos técnicos do Departamento de Transportes Públicos da Semuttran.

Como mostrou o Diário do Transporte, em 12 de maio de 2020, foi assinado o contrato emergencial do transporte público de Piracicaba.

Após realizar cotação com 12 empresas do setor de transporte, cinco delas enviaram propostas, sendo que a TUPi (Trans Acreana) venceu a licitação emergencial ao apresentar o melhor preço.

Desde então, este contrato emergencial passou por renovações.

A TUPi entrou no lugar da antiga operadora Via Ágil que diz que assinou rescisão contratual amigável com a prefeitura.

A empresa alegou que sua situação financeira ficou insustentável após a pandemia da covid 19, o que provocou a redução de 80% no número de passageiros transportados.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/05/08/via-agil-rescinde-contrato-com-a-prefeitura-de-piracicaba/

SERVIÇO – A consulta pública estará disponível no site da Prefeitura (http://www.piracicaba.sp.gov.br/) no menu Consultas Públicas; e no site da Semuttran (http://www.semuttran.piracicaba.sp.gov.br/) no menu Transportes, na opção Dados do Transporte Urbano.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Valmir de oliveira disse:

    De todas as empresa que pasou pora qui esta que esta e a melhor

  2. Lucas disse:

    Uma vergonha para nós Piracicabanos cada vez fica mais pior está tira de ônibus bem no meio da pandemia os expresso do Vila Sônia sempre Lotado as demora de ônibus em horário de sábado e Domingo aonde nós vamos para desse geito, da uma verificada nos seus carros e coloca mais para trabalhar empresas Tupi por gentileza, obrigada é um abraço

  3. Lima disse:

    Piracicaba,é cidade vergonhosa.Transporte urbanos é uma carroça de boi,se fosse bonde seria mais macio e menos barulhentos.As ruas é uma drogas para andar de carro,péssima qualidade de asfaltamento,a empresa faz 50 anos que trabalha no asfaltamento pífio,não presta aonde faz asfalto.As ruas com asfaltamento são pobres,tudo cheio de buraços com apenas algumas chuvas.O investimento é alto e a qualidade do asfalto é uma folha de papel,a a manutenção e das ruas nos asfalto é de péssima qualidades e gestão pobre ,mas ganha muito pelo serviço péssimo prestado.

Deixe uma resposta