Eletromobilidade

Unidas quer neutralizar emissão de carbono de sua frota até 2028

Com o recebimento recente do selo EV100, a empresa vai instalar por meio de parcerias centenas de pontos de recarga de automóveis

WILLIAN MOREIRA

A locadora de veículos Unidas anunciou que recentemente aderiu a EV100, iniciativa global que reúne empresas comprometidas em uma transição do uso de veículos movidos a combustão para veículos elétricos (EV).

Para seguir nesse projeto, a empresa vai adotar de maneira progressiva o uso de milhares de veículos elétricos na sua frota e até 2027, instalar centenas de pontos de recarga para atender a demanda.

Outra ação foi o lançamento do Programa Carbono Neutro, pelo qual a Unidas visa neutralizar a emissão de gases do efeito estufa de seus veículos até 2028, assim como o uso de energia renovável, com 12 lojas no estado de Minas Gerais já contando com este sistema.

A empresa atualmente conta com 400 veículos elétricos na sua frota e 93% dela é composta de veículos flex, permitindo o uso de etanol por exemplo que emite 111 vezes menos gases do efeito estufa se comparado a gasolina.

Na edição deste ano do evento, a 16ª do salão, foram apresentados bicicletas, motos elétricas, patinetes, tuc tucs, carros, segways, caminhões e ônibus.

O Diário do Transporte entrevistou, além de representantes da locadora de veículos Unidas, profissionais da fabricante de veículos para serviços e público comum, a Cicloway

A Cicloway diz que aproveitou o aumento da demanda do serviço de delivery por causa da pandemia.

A empresa, três meses antes da pandemia, lançou veículos voltados para empresas, como os Tuc Tucs e motocicletas elétricas. A companhia diz que recebeu pedidos de clientes como a Ambev, B2W e a PetLove, que viram na oportunidade de veículos elétricos aumentar a frota de energia limpa e resolver um problema gerado pela alta demanda de entregas.

Outros veículos também foram apresentados no evento, como a motocicleta C7, voltada para o seguimento de segurança privada e patrulhamento.

Moto C 7

FURGÃO:

Durante o evento a empresa BYD, uma das maiores fabricantes de baterias de lítio-ferro e veículos elétricos, apresentou ao público seu furgão eT3 que é 100% elétrico, que também atende ao mercado crescente de entregas.

O veículo possui também uma versão refrigerada para o transporte de alimentos perecíveis ou produtos farmacêuticos que precisam ser armazenados em temperatura adequada durante o transporte. Sua capacidade de carga é de até 475 kg.

Veja abaixo algumas informações técnicas sobre o veículo:

  • Sistema Thermo King de refrigeramento
  • Carregamento de bateria em até duas horas
  • 450 kg de capacidade de carga
  • Fechadura eletrônica com sensor de presença
  • Transmissão automática
  • Farol de neblina
  • Duas portas deslizantes
  • Freio de rampa automático
  • Sensor de estacionamento
  • Porta com abertura para cima
  • Regulagem de nível dos faróis
  • Sistema regenerativo: a cada desaceleração ocorre um mini abastecimento da bateria
  • Comandos no volante
  • alterações de telas do glass cockpit
  • ativar/desativar ruído sonoro para alerta de segurança para pedestre
  • Freio de estacionamento com acionamento eletrônico
  • Bancos de couro com apoio de braço
  • Ar-condicionado automático digital com sensor de temperatura externa
  • Airbag duplo
  • One pedal driving

O eT3 possui autonomia de até 250km e a possibilidade de receber uma rápida recarga de 20% a 80% em 30 minutos, garantindo mais 180 km de viagem.

TRANSPORTE GRATUITO EM ÔNIBUS ELÉTRICOS

O público que foi ao evento teve como opção de trajeto, ônibus gratuitos entre a Praça Charles Miller e o Metrô Clinicas, do tipo DualBus, que reúne as tecnologias híbrida e elétrica pura em um só coletivo.

Estes veículos possuem um sistema padronizado de tração elétrica que pode ser alimentado por diferentes fontes de energia, permitindo a configuração em híbrido ou trólebus e híbrido ou elétrico puro à bateria.

Na versão trólebus mais bateria, há um sistema pneumático de recolhimento das alavancas coletoras de energia.

Controle de corrente instalado junto ao motorista que pode comandar o recurso e câmbio automático são outras características do ônibus movido por um conjunto de 193 baterias de lítio instaladas em compartimentos no teto.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta