Trecho final do Corredor de ônibus Metropolitano é entregue em Hortolândia (SP) nesta quinta (16)

Valor foi de R$ 52 milhões; Corredor tem 31,7 km ao todo interligando Campinas, Santa Bárbara D’Oeste, Americana, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Monte Mor; Linhas começam a operar na segunda-feira (20)

ADAMO BAZANI

O trecho final do Corredor Metropolitano Vereador Biléo Soares, em Hortolândia, no interior de São Paulo, foi entregue pelo Governo do Estado nesta quinta-feira, 16 de setembro de 2021.

O corredor completo deveria ter sido finalizado em janeiro de 2015.

De acordo com nota do Governo do Estado, todo corredor tem 31,7 km interligando Campinas, Santa Bárbara D’Oeste, Americana, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Monte Mor.

A estrutura completa custou R$ 455,1 milhões e conta com cinco terminais, sete estações de transferências e 23 estações de embarque e desembarque e 20 paradas.

O trecho final, entregue nesta quinta-feira (16), custou R$ 52 milhões em recursos do Estado pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

São 4,4 quilômetros de extensão da Avenida José João da Silva, próximo à Ponte Estaiada, seguindo pela Avenida Antonio da Costa Santos até as alças de acesso à Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101).

Por este novo trecho, vão passar quatro linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU a partir de segunda-feira, 20 de setembro de 2021. Cerca de 170 mil passageiros por mês vão ser transportados pelo sistema.

– 694 Hortolândia (Boa Esperança) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

– 696 Hortolândia (Parque do Horto) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

– 702 Hortolândia (Parque Oreste Ongaro) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

-741 Hortolândia (Terminal Metropolitano Hortolândia) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

A inauguração teve a presença do vice-governador Rodrigo Garcia que também anunciou a construção de um viaduto e repasses para um hospital municipal.

O viaduto vai ligar os municípios de Hortolândia e Sumaré, sobre a linha férrea da concessionária ALL, e vai custar R$ 37 milhões. A estrutura terá 730 metros de extensão.

Já o Hospital Municipal e Maternidade Governador Mário Covas vai receber repasse de R$ 3 milhões.

Segundo o Governo do Estado, o hospital presta atendimento para casos de baixa e média complexidade e, com a pandemia da covid-19, também atende casos graves da doença. A unidade é referência e possui 62 leitos para o atendimento da população, sendo 25 clínicas médica, 18 obstetrícia, 6 clínica cirúrgica, 3 pediatria e 3 ortopedia, além de 7 de UTI exclusivos para covid-19.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários