Licitação do transporte coletivo em Itajaí (SC) é suspensa após impugnação da Transpiedade

Concorrência será retomada após respostas a questionamentos da empresa feitos um dia antes do feriadão prolongado de Independência

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Itajaí (SC) suspendeu nesta sexta-feira, 10 de setembro de 2021, a concorrência para a concessão dos transportes municipais, cujas entregas das propostas estavam marcadas para ocorrerem na segunda-feira (13).

A informação foi divulgada por órgãos locais da imprensa, como o Diarinho.Net, e confirmada pelo Diário do Transporte.

A suspensão ocorreu após pedido de impugnação da empresa Transpiedade, que já atua no município.

A companhia de ônibus fez uma série de questionamentos sobre bilhetagem eletrônica, operação e itinerários nos dias 03 e 08 de setembro a respeito do edital.

O dia 03 de setembro foi uma sexta-feira bem antes do feriadão Prolongado da Independência, entre 04 e 07 de setembro.

A quarta-feira (08) foi bem em seguida ao feriado.

Até esta quinta-feira (09), a comissão de licitação não havia respondido.

O próprio edital determina que todas as respostas devem ser feitas em até dois dias úteis antes da data de entrega das propostas.

Como a resposta não veio a tempo, a prefeitura suspendeu a entrega das propostas, sem uma nova data ainda prevista.

INVESTIMENTO, PRAZO E FROTA:

O prazo da concessão é de 20 (vinte) anos, sem possibilidade de prorrogação.

O valor estimado do contrato de concessão é de R$ 62,2 milhões (R$ 62.222.200,15), que deve ser dividido da seguinte forma:

  1. a) Investimento em frota na ordem de R$ 55.800.614,13 (cinquenta e cinco milhões, oitocentos mil, seiscentos e quatorze reais e treze centavos);
  2. b) Investimento em bilhetagem eletrônica e monitoramento de frota na ordem de R$ 3.432.911,02 (três milhões, quatrocentos e trinta e dois mil, novecentos e onze reais e dois centavos);
  3. c) Investimento em instalações na ordem de R$ 2.740.000,00 (dois milhões, setecentos e quarenta mil reais);
  4. d) Investimento em veículos de apoio, maquinários, equipamentos, ferramentaria e mobiliário em geral na ordem de R$ 248.675,00 (duzentos e quarenta e oito mil e seiscentos e setenta e cinco reais);

A frota inicial exigida é de, no mínimo 44 (quarenta e quatro) ônibus, sendo destes 40 (quarenta) operantes e 04 (quatro) reservas para a prestação dos serviços, conforme detalhado no Anexos I (Informações Operacionais). A idade média máxima poderá ser de até 05 (cinco) anos e a idade individual máxima (vida útil) não superior a 08 (oito) anos para midi e micro-ônibus, 10 (dez) anos para leve e pesado e 12 (doze) anos para veículos articulados, mantidas durante todo o período da concessão.

O novo sistema de transportes deve entrar em vigor no início de 2022.

ÁREA DE COBERTURA E 24 ESTAÇÕES:

O edital propõe uma cobertura de 95% da área urbana de Itajaí.

Também é prevista a implantação de 24 novas estações de embarque com acessibilidade, wi-fi, totem informativo e integrado com bicicletas compartilhadas.

TARIFAS DIFERENCIADAS E SUBSÍDIOS:

A concessão prevê subsídios ao sistema com a implantação de diferentes tarifas:

 – R$ 4,30 no cartão com direito a uma integração no período de uma hora.

 – R$ 4,50 no dinheiro.

O edital ainda estipula a criação de uma tarifa diária para um número ilimitado de integrações e embarques durante o período de um dia.

Também haverá tarifas semanais e mensais com desconto sobre o valor diário.

– Tarifa Diária Ilimitada: R$ 6

– Tarifa Semanal: R$ 36 (com o custo de R$ 5,14 por dia)

– Tarifa Mensal: R$ 156 (custo de R$ 5,13 ao dia)

TIPOS DE LINHAS:

Segundo a prefeitura, os estudos para a elaboração do edital apontaram para a necessidade de sete tipologias de linhas: troncal; alimentador; circular; perimetral; industrial; rural; lazer e turismo.

– Linhas troncais: realizam os eixos principais da cidade com linhas a cada 15 ou 30 minutos.

– Alimentadoras: direcionarão para as linhas troncais com ônibus a cada 30 minutos.

– Circulares: realizarão trajetos locais, moduladas nos dois sentidos com linhas a cada meia hora.

– Perimetrais: terão linhas a cada uma hora e darão conta das áreas mais afastadas da cidade.

– Industriais: atenderão as zonas com grande número de indústrias na cidade.

– Rurais: focarão na zona rural de Itajaí.

– Lazer e turismo: atenderão as regiões das praias e turísticas no município.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Lucas Andrey disse:

    Mesmo tendo esse aumento considerável na tarifa espero que fique melhor pois chega beirar o ridículo essa transpiedade colocar ônibus com horários tão espaçados ou a gente chega muito cedo nos lugares ou muito tarde não é de se admirar que os transparentes por aplicativo estejam tão em alta na cidade sou uma pessoa que dependo e gosto de transporte público mas não dá maneira que a atual empresa trabalha espero mesmo que venha outra e para melhor não para essa coisa que está

Deixe uma resposta