Eletromobilidade

Ônibus elétrico produzido em parceria entre WEG e UFSC vai rodar em Jaraguá do Sul (SC)

O eBus ficará à disposição da população nos próximos meses para passeios às sextas, sábados e domingos

ALEXANDRE PELEGI

Jaraguá do Sul, no interior de Santa Catarina, conheceu nesta semana o protótipo de um ônibus elétrico desenvolvido em parceria entre a WEG, empresa de motores elétricos com seda na cidade, e a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Além dos desenvolvedores do projeto, o eBus contou também com o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação; do Instituto da Indústria Eggon João da Silva; da Fiesc (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina); Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial); e da Viação Canarinho, concessionária do transporte coletivo municipal.

O ônibus elétrico, com capacidade para transportar 38 passageiros sentados, estará à disposição da comunidade a partir dessa sexta-feira, 03 de setembro de 2021, para passeios gratuitos às sextas, sábados e domingos, com saídas em três horários, 9h, 13h30 e 16h30.

A rota será da Via Verde, na Ilha da Figueira, em direção ao Parque da Inovação, no bairro Três Rios do Sul e retorno para a Via Verde, sem paradas, num percurso que deve durar cerca de 30 minutos.

O ônibus elétrico permanecerá na cidade pelos próximos meses.

Com propulsão elétrica composta de motor elétrico WEG de 200kW, o eBus conta com um inversor de frequência CVW 900, ambos com refrigeração a água e que asseguram uma velocidade máxima de 80 km/h com total segurança para todos os passageiros e condutor.

O sistema de armazenamento de energia é composto por baterias de Ion de Lítio, com autonomia de 70 km.

O sistema de recarga será realizado por eletroposto WEG de 60kW, com tempo de duração de 1 hora. O eletroposto está instalado na garagem da Viação Canarinho.

O ônibus elétrico está equipado com sistemas de internet Wi-fi de alta velocidade e mesa de reunião para os passageiros.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta