Ferroviários demitidos em greve da CPTM são recontratados, diz Sindicato

Trabalhadores haviam recebido um comunicado da companhia informando o desligamento segundo o sindicato, após secretário de Transportes dizer publicamente que demissões iram ser revistas

WILLIAN MOREIRA

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil publicou neste sábado, 28 de agosto de 2021, um novo comunicado informando que 13 funcionários da CPTM demitidos durante a greve das linhas 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade nesta semana, foram chamados de volta aos postos de trabalho.

Com a decisão, foram cumpridos a palavra e acordo celebrado pelo secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, com a entidade, que para encerrar o movimento grevista, aceitou reconsiderar as demissões.

Os próprios funcionários informaram o Sindicato da Central do Brasil dizendo que na sexta-feira (27),começaram a ser reintegrados nas suas respectivas escalas.

Outro ponto comemorado é que em 1º de setembro será assinado o ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) referente aos anos de 2020 e 2021 e de 2021 a 2022.

Veja abaixo o comunicado na íntegra:

Como mostrou o Diário do Transporte, o sindicato também por meio de comunicado na quarta (26), alegou que a CPTM não havia cumprido o combinado durante a negociação que terminou com a greve.

A entidade disse que não houve a reunião, que um ofício enviado pelo presidente da CPTM, Pedro Moro, tinha cláusulas diferentes da TV, e que os funcionários grevistas receberam o comunicado de desligamento.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/08/26/sindicato-diz-que-cptm-ainda-nao-cumpriu-negociacao-trabalhista-feita-em-tv-para-acabar-com-greve-nas-linhas-11-12-e-13/

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta