Decisão da Agepan proíbe operação simultânea de linhas interestaduais com serviços intermunicipais no MS; medida prejudica a Guerino Seiscento, que nessa segunda (23) foi autorizada pela ANTT a realizar esse serviço

Foto: Rafael Viana / Ônibus Brasil

Pela decisão da Agência estadual, não será mais possível fazer o aproveitamento da viagem interestadual para embarcar quem deseja viajar dentro do Mato Grosso do Sul

ALEXANDRE PELEGI

A partir de 18 de setembro de 2021 a operação simultânea de linhas interestaduais com serviços intermunicipais no estado do Mato Grosso do Sul estará proibida.

A decisão é da Diretoria da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) do estado do MS.

A decisão prejudica diretamente a empresa Guerino Seiscento, que como mostrou o Diário do Transporte recebeu autorização nesta segunda-feira, 23 de agosto de 2021, para operar de forma simultânea as linhas interestaduais Campo Grande (MS) – Curitiba (PR) prefixos nº 19-0089-00 e 19-0089-61, Campo Grande (MS) – Brasilia (DF) prefixos nº 19-0093-00 e 19-0093-61, Campo Grande (MS) – São Paulo (SP) prefixos nº 19-0087-00 e 19-0087-61, com o serviço intermunicipal Campo Grande (MS) para: Três Lagoas (MS).


Como deixa claro em nota em seu site a própria Agepan, “cabe ao órgão estadual responsável pelos serviços intermunicipais conceder a permissão para a operação conjunta em linhas interestaduais”.

Pela decisão da Diretoria da Agepan, a operação de embarque e desembarque entre municípios dentro de Mato Grosso do Sul “deve ocorrer de acordo com as normas do serviço intermunicipal, com ônibus próprio para aquele trecho, obedecendo aos horários autorizados pela Agência Estadual, garantindo, assim, que o passageiro não dependa de um veículo em trânsito entre dois estados”.

A prática estava sendo permitida até então e vinha sendo executada por diversas empresas, em diferentes regiões do Estado.

Com a mudança, a expectativa da Agepan é fortalecer o sistema intermunicipal, garantindo a regularidade e qualidade do serviço naquelas linhas autorizadas localmente”.

O Diário do Transporte solicitou manifestação da Guerino Seicento a respeito dessa alteração, que será inserida na matéria assim que for enviada à redação.

Relembre:

Expresso Guanabara e Guerino Seiscento são autorizadas a realizar operação simultânea de linhas interestaduais com serviços municipais

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta