Vendas de ônibus usados no Brasil acumulam alta de 36,58% entre janeiro e julho de 2021, diz Fenabrave

Recuperação econômica, recursos reduzidos das operadoras e até mesmo fechamento de empresas explicam números; Novos cresceram 11,33%

ADAMO BAZANI

O mercado de ônibus usados no Brasil registrou crescimento de 36,58% entre janeiro e julho de 2021 em comparação com semelhante período de 2020.

Foram 22.894 unidades vendidas ante 16.762 entre os dois anos.

Os dados são da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Só para comparação, como mostrou o Diário do Transporte, também segundo a Fenabrave, entre janeiro e julho de 2020 e de 2021, o mercado de ônibus novos cresceu 11,33% com 10.876 unidades emplacadas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/08/03/vendas-de-onibus-no-brasil-acumulam-alta-de-1133-entre-janeiro-e-julho-de-2021-diz-fenabrave/

Habitualmente, o mercado de ônibus usados sempre teve um volume (quantidade de unidades) maior que o comércio de ônibus novos, mas em 2021, destacam-se alguns fatores momentâneos, como a recuperação econômica gradual da crise gerada pela pandemia de covid-19 e, como consequência desse quadro, o número de empresas de ônibus que fecharam. Isso significou uma quantidade a mais de coletivos disponíveis para a compra e de forma atrativa: normalmente com preços interessantes e poucos anos de uso.

De acordo com o balanço da Fenabrave, a cada dois ônibus novos emplacados, em média, são vendidos cinco ônibus usados.

MARCAS:

Entre as marcas, assim como ocorre com os ônibus zero quilômetro, figuram nos três primeiros lugares no ranking a Mercedes-Benz (57,73%), Volkswagen Caminhões & Ônibus – MAN (15,93%) e Marcopolo – miniônibus Volare (13,09%).

Como o ranking de novos há vários anos não muda de forma significativa de posições, acaba sendo natural que as marcas nos usados tenham ranking semelhante ao que registrado no mercado de ônibus zero quilômetro.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta