Ciclovia do Rio Pinheiros recebe segunda etapa de nova iluminação com gerenciamento remoto

Foram adicionados 260 pontos de luz no trecho entre a ponte do Jaguaré e a ponte Cidade Jardim, zona sul da capital paulista, totalizando 6,5 km de extensão

ADAMO BAZANI

A ciclovia que margeia o Rio Pinheiros teve entregue neste sábado, 31 de julho de 2021, a segunda etapa de implantação de nova iluminação. A apresentação ocorreu pelo governo do Estado de São Paulo e a Enel Brasil.

A ciclovia vai abrir a partir de 17 de agosto de 2021, até 00h com entrada até 23h, de acordo com o Governo do Estado.

Segundo nota do Palácio dos Bandeirantes, foram adicionados 260 pontos de luz no trecho entre a ponte do Jaguaré e a ponte Cidade Jardim, zona sul da capital paulista, totalizando 6,5 km de extensão.

Os pontos de iluminação possuem tecnologia chamada Smart Lighting, que permite o gerenciamento do sistema de forma remota.

Em maio, já tinham sido entregues 30 pontos de iluminação instalados em um trecho de cerca de 3,2 km.

Segundo o Governador João Doria, por meio de nota, a entrega faz parte de um plano mais amplo da Enel Brasil e do Governo de São Paulo para transformar o local na primeira ciclovia inteligente do País por meio de tecnologias inovadoras.

“Nós tínhamos aqui 3 km, agora já temos 10 km de iluminação, wi-fi e câmeras de segurança e vamos chegar a 21km, que é a extensão plena deste parque com a iluminação led. Nós já temos um total de 110 mil ciclistas por mês, número esse que vem se expandido, além de 68 mil na outra margem, são praticamente 180 mil ciclistas por mês. Eles estão vindo exatamente pela modernização, pela eficiência, pela segurança e pela limpeza do Rio Pinheiros. Nós ficamos muito felizes com esses resultados” – disse

O secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, disse que o projeto não gera custos aos cofres públicos

“Sem onerar o Estado, nós estamos implementando novas áreas de lazer e esportes ao longo das margens do Pinheiros, que está sendo despoluído por meio de um grande projeto de saneamento básico, para que as pessoas ocupem esses espaços e tenham uma nova relação com o rio tão importante para a cidade de São Paulo”

Já o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, disse que o local possui infraestrutura de apoio aos ciclitas.

“A Ciclovia Novo Rio Pinheiros transformou a paisagem ao longo do rio e a rotina de milhares de ciclistas que pedalam atualmente em uma pista excelente, com infraestrutura de apoio, banheiros e agora com iluminação. Isso traz mais segurança para a população e mais tempo para usar a via ao longo da noite também”

A ciclovia da Marginal Pinheiro possui 21,5 km de extensão e está numa área pertencente à CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), sendo paralela à Linha 9-Esmeralda (Osasco/Grajaú).

O local é servido também por linhas de ônibus municipais da capital paulista (sistema SPTrans – São Paulo Transporte) e por linhas de ônibus metropolitanos (sistema EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

A Enel diz, ainda de acordo com o Governo do Estado, que estuda implantar no local itens wi-fi público, sensores e câmeras.

A pista está aberta diariamente entre 5h30 e 18h30 e pode ser acessada pelos usuários por seis pontos diferentes localizados na Rua Miguel Yunes, entre as estações Jurubatuba e Autódromo, Estação Jurubatuba, Passarela da EMAE, junto à estação Vila Olímpia, Estação Santo Amaro, Passarela Parque do Povo e Ponte Cidade Universitária.

A ciclovia é gerenciada pela iniciativa privada desde março de 2020. A Farah Service assumiu os trabalhos de recuperação e obteve o direito de explorar o espaço.

“Foi feito recapeamento e pintura da pista, sinalização, limpeza e jardinagem. Os ciclistas ganharam pontos de apoio com banheiro e bebedouro, além de novos cafés, vending machines e até chuveiros distribuídos ao longo do percurso. O Governo do Estado deve entregar toda a iluminação da via ainda neste ano. Reinaugurado oficialmente em dezembro de 2020, o espaço ganhou o nome de Ciclovia Novo Rio Pinheiros. São seis acessos para a pista, localizados na Rua Miguel Yunes, entre as estações Jurubatuba e Autódromo, Estação Jurubatuba, Passarela da EMAE, junto à estação Vila Olímpia, Estação Santo Amaro, Passarela Parque do Povo e Ponte Cidade Universitária.” – diz ainda a nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ciclovia inteligente por que está fora da faixa de rolamentos de autos com altas velocidades, se tivesse sido feita neste local, de certo teriam muito mais acidentes. O que ajuda é margem do rio…aí sim…e mesmo assim deve se ter monitoramentos, pois os ladrões estão de olho,,,e não dão tréguas

  2. Julio Cesar Agostini disse:

    Por favor, sou de Osasco e temos a intensão de irmos para Guarapiranga no sábado (21/08/21), porém a ciclovia foi interditada em Sto. Amaro, por causa da queda da estrutura metálica. Por favor, esse trecho irá impactar em nosso percurso? Qual a alternativa?

Deixe uma resposta